Tudo que se passou no último dia do London Fashion Week Men’s 2017

Chegou ao fim o London Fashion Week Men’s 2017, no Reino Unido, que recebeu durante quatro dias as mentes mais aguçadas do mundo da moda. O último dia ficou marcado pelo regresso da conterrânea Dame Vivienne Westwood mas foram os mais desconhecidos designers que surpreenderam.

A marca japonesa John Lawrence Sullivan apresentou uma colecção de Outono/Iverno com inspiração germânica ao som da música Personal Jesus, dos Depeche Mode. Arashi Yanagawa marcou o seu regresso ás passerelles europeias com slogans que ficam no ouvido, uma junção de cores que captaram a atenção de qualquer um, e uma alta-costura pela qual se tornou conhecido. Acessórios, Sweats personalizadas e fechos embelezados da melhor forma possível.

No polo oposto, na Sommerset House, a apresentação de Khalid bin Sultan al Qasimi trouxe até terras de sua majestade ares do médio oriente. Uma colecção que desfilou ao som de John Lennon. Inspirada no exército, as raízes mediterrâneas do designer fizeram sentir-se em cores como tijolo, o verde seco e malva.

As peças mais tradicionais de Michiko Koshino misturaram o clássico com o streetwear. O designer asiático apresentou uma colecção que se distinguiu das demais pela incorporação de material PVC nos seus trabalhos. Sim, elementos que seriam estranhos no mundo da moda, não fosse o reconhecido apoio do falecido David Bowie e de Stella McCartney, estilista filha de Paul McCartney.

Uma semana que terminou em grande com a colecção de Koshino ao som de um heavy metal, acentuando cada vez mais o facto de o London Fashion Week Menos 2017 ser uma das semanas mais inovadoras da moda no planeta.

BANTUMEN

BANTUMEN

https://www.facebook.com/bantumen/
https://www.instagram.com/bantu_men/
https://twitter.com/BANTUMEN
https://www.youtube.com/c/bantumen
https://soundcloud.com/bantumen
BANTUMEN