Últimas de Entrevistas

A evolução de Laton Cordeiro

Por Eddie Pipocas

O álbum dos Kalibrados está pronto. Na agenda falta apenas marcar  uma data para o lançamento, que ainda será este ano, a tempo de celebrar dez anos do álbum Negócio Fechado.

Os Kalibrados, se bem se lembram, começou com Laton Cordeiro a produzir para Vui Vui, Mister K e Mukadaff e por na altura não terem dinheiro para recompensarem o produtor, acabaram por convidá-lo para fazer parte do grupo.

Agora em modo Dandy, estivemos com Laton  que nos esclareceu algumas coisas sobre a produção de algumas músicas, como “Rádio”, do álbum de Prodígio com participação de Paulo Flores e em que usou o sample da música de Tito Paris “Um Gosta Di Bo”.

O produtor explicou também à BANTUMEN, a importância dos artistas angolanos com maior experiência internacional levarem para Angola o que de mais importante eles aprenderam nesse mercado em que a indústria da música tem outra envergadura.

Descubrimos também que a produção do beat em que usou o sample de Tito Paris (que veio à tona depois do jornalista e radialista Miguel Neto revelar no seu programa de rádio) foi produzido em 2010 e que já há algum tempo que não produz nada novo.

Laton Cordeiro

Laton Cordeiro

A sua vertente musical está além do hip-hop, e conta no currículo a direção artística de artistas de outros géneros músicais, como Mago de Sousa, que ganhou o prémio de artista revelação, e o mais recente álbum de Matias DAmásio.

Vê a nossa entrevista vídeo e conhece melhor a evolução de Laton:

Artigos relacionados