No próximo domingo, 31, assinala-se o dia o Dia da Mulher Africana e as plataformas Femafro e Djass organizam no sábado, em Lisboa, um evento com debates de reflexão e actividades culturais para celebrar a data.

Entre debates sobre o espaço da mulher africana no meio político em Portugal, o sistema educativo para afrodescendentes, feminismo e interseccionalidades e uma mesa-redonda sobre as perspectivas e desafios enfrentados pelas mulheres negras que trabalham como empregadas domésticas, o programa do evento vai contar com a participação de membros da Assembleia Municipal de Lisboa, de sociólogos e associações sociais que dão voz à cultura africana.

A moderação dos debates vão ser realizados por Constância Dias, fundadora da Djass – Associação de Afrodescendentes, e Carla Fernandes, fundadora e representante da Associação Afrolis.

Com início às 9h e término às 19h, o certame vai incluir uma exposição de fotografia de Stephanie da Rosa, artesanato africano dos projectos Macalongo Capuana e L Gance África e actuação das batucadeiras de Cabo-Verde.

A partir das 21h30, todos os participantes serão convidados a participarem na after-party, na Casa Mocambo, com música ao vivo.

diamulherafricana_programa