Blackson Afonso

A BANTUMEN foi ver a exposição “Raiz” do artista plástico angolano Blackson Afonso, na Casa de Angola, em Lisboa.

A exposição é certamente mais do que se espera, com cores que vão de encontro aos sentimentos. Os quadros parecem gritar por África, as imagens envolvem-se entre as palavras e comentários de quem os aprecia.

O cheiro que vem do restaurante do primeiro andar do edifício é de Angola, do funge e do calulu que sobem até ao primeiro piso, e dá uma sensação de proximidade num ambiente tropical.

Os tecidos africanos na sala, vestem o espaço. Os quadros falam os vários dialectos, Kimbundu, Kikongo e Umbundu e em cada moldura ressoam os tambores de Uíge.

Podes viver esta experiência até dia 22 de Novembro, na Casa de Angola, no Rato em Lisboa.