Últimas de Entrevistas

Johnny Valas: “Não estou preocupado a pensar no álbum, estou a fazer a passo e passo”

Por Tiago Firmino Fotografia: Sara Falcão

Estivemos à conversa com Johnny Valas, que não se importou de nos dar cinco minutos do seu tempo, durante um ensaio do Rolézinho Band, em que participou como convidado. O artista contou à BANTUMEN um pouco da sua história e dos seus êxitos mais recentes.

Desde os 14 anos que, acompanhado de um amigo seu, Valas começou a escrever as primeiras letras e a gravar as primeiras músicas. Influenciado pelo rap português e americano, aos 18 decidiu que era da música que queria viver e desde então tem trabalhado nesse sentido.

Essa vontade ficou reforçada com o apoio da Universal Music Portugal que, segundo o artista, veio dar um boost à sua carreira: “Graças a Deus, consegui assinar contrato com uma editora em 2016 que me deu o apoio necessário e que me está a ajudar bastante com a minha carreira.”

#throwback @caparicaprimaverasurffest 📷: @sarahawkkk

A post shared by Johnny Valas (@johnnyvalas) on

O nome de Valas caiu na ribalta ao lançar o singleAs Coisas“, que atingiu no Youtube mais de dois milhões de visualizações. No currículo, conta com inúmeras faixas, com destaque para a participação num projecto intitulado Nébula, onde Johnny dá a voz, Last Hope liderou a produção e Miguel Mendes ficou encarregue da visão cinematográfica.

“Para já não estou preocupado em pensar no álbum, estou a fazer passo a passo. Estou a tentar arranjar singles, bons temas que me dêem visibilidade e que me façam angariar mais ouvintes e aumentar a base de fãs,” disse Valas, que acrescentou que o objectivo é fazer com que a sua música diga alguma coisa às pessoas.

Faz play e descobre mais sobre Johnny Valas, que lançou recentemente os singles “Acordar Assim” e “Alma Velha”. Se ainda não ouviste nenhum dos dois, deixamo-los aqui em baixo.

Tiago Firmino

Tiago Firmino

Nascido e criado na Margem Sul do Rio Tejo, tenho formação profissional em Jornalismo, na ETIC, em Lisboa. Com 22 anos, tenho mil e um objectivos, mas o dia só tem 24 horas.

Artigos relacionados