Últimas de Música

Piruka VS HollyHood

Piruka e Holly Hood aquecem rap em Portugal

Por Tiago Firmino

“Certidão de Óbito” é a mais recente faixa de Piruka, em resposta a Holly Hood e ao single “R.I.P Holly Hood.” Nos últimos tempos, o clima entre os dois rappers tem vindo a aquecer, com resposta atrás de resposta. Um beef à antiga, que, caso não tenhas entendido, nós explicamos-te em que pé ficou esta quezília entre os dois.

Segundo rumores online, esta tensão começou depois de Piruka ter utilizado no vídeo de “Ca Bu Fla Ma Nau,” a modelo que Holly já tinha utilizado num dos seus videoclipes. Em “Cala a Boca,” Holly Hood não poupou nas palavras. Foi directo na rima fazendo referência à tatuagem que Piruka tem na cara: “Fé”.

“Se a moeda for ao ar na boa, vais ver uma linha que separa, os reais que metem fé na coroa, dos falsos que metem fé na cara.”

Claro que o rapper da Madorna, não iria ficar atrás e em menos de duas semanas “Não Faz Isso” já estava cá fora. Um videoclipe, agora com cinco milhões de visualizações, gravado num parque de estacionamento, com a sua tropa toda. No beat, Pirukinha não precisou de ajuda nenhuma.

Será que Holly falou no nome de Piruka para ganhar mais atenção ainda? Não sabemos, mas Piruka parece ter a certeza que sim.

“Fala do Piruka, porque hoje em dia é o que todos fazem, falam do meu nome, que é para subir de surra, eu já tenho fé na cara, ofereço-te a coroa para seres rei em casa, já que não és na rua.”

O instrumental de “Cala a Boca” é originalmente de um artista francês e o rapper da Madorna fez saber na letra de “Não Faz Isso.” Directo e sem papas na línguas, Piruka tornou “fácil” a leitura da rimas e das entrelinhas. 16 dias depois Holly Hood entregou a sua “carta de suicídio.”

A resposta, produzida por Here’s Johnny, desta vez começou com a voz de Piruka a confessar que os Superbad, label de Holly Hood, são uns verdadeiros patrões. O rapper do Catujal falou ainda sobre a suposta dívida de 700 euros de Piruka ao DJ Caíque e chamou-o de “gnomo”, “enfezado” e “sanguessuga”.

Holly colocou o “beef no prato”, não virou a cara e parece ter colocado um ponto final no assunto, pelo menos para ele. Tanto no início e no fim da música, diz que não se volta a pronunciar sobre este assunto. Podes ouvir em baixo a “última” resposta a Piruka.

Uma pessoa só é dada como morta depois de tratada a “Certidão de Óbito” e foi isso que Piruka fez. Com a ajuda de Khapo, Piruka poderia ser preso pelas balas que cuspiu no instrumental. A faixa começou com as músicas que Holly Hood terá plagiado, daí a ligação a “Tony Carreira”.

O rapper da Madorna revoltou-se e assumiu um papel mais agressivo depois de Holly ter metido a sua filha ao barulho. Piruka defende que estava “quieto no seu canto” e que não o deviam ter incomodado. “Certidão de Óbito” deixou qualquer um de nós de queixo no chão.

“O homem fala muito mas fronta, ouvi suicídio caneta sem tinta mas quem fala muito já tomba, diz-se nova escola na casa dos 30, olha se a conversa prolonga, yo a tua carreira termina, porque és uma cabra cega e aqui a cabra gira “

A não ser que os intervenientes se cheguem à frente, nunca saberemos o verdadeiro motivo que originou o beef. Uma coisa é certa, os dois estão de parabéns pelas músicas que lançaram durante a tensão. Um esquema de rimas de qualidade, bons instrumentais e punchlines acima da média.

A verdade é que, entre as quatro faixas acima referidas, contabiliza-se um total de dez milhões de visualizações no YouTube, em pouco mais de um mês. Para não falar, que nos últimos tempos, não se fala de outra coisa a não ser deste “caso”.

Subscreve a nossa NEWSLETTER semanal

Tiago Firmino

Tiago Firmino

Nascido e criado na Margem Sul do Rio Tejo, tenho formação profissional em Jornalismo, na ETIC, em Lisboa. Com 22 anos, tenho mil e um objectivos, mas o dia só tem 24 horas.

Artigos relacionados