A vida a dois não é só mel. Por vezes há makas que vêm dar o ar da sua graça, trazem alguma desarmonização e são um verdadeiro desafio para a relação. Umas mais relevantes que outras e que podem igualmente ser chamadas de: rotina, tarefas domésticas, filhos, redes sociais e outras coisas mais. Para alguns especialistas em terapia de casal, estas podem ser verdadeiros venenos contra uma relação harmoniosa e feliz. 

Vamos conhecer cinco destas makas, meus senhores:

1. Tarefas domésticas
Partilhar o tecto significa todo um outro conjunto de partilhas, como dividir a pilha de loiça para lavar. O ideal é que cada parte do casal escolha as suas responsabilidades domésticas de acordo com as tarefas que melhor sabe desempenhar e mais gosta de fazer dentro do lar. É importante que se distribuam as tarefas de forma justa. Nós homens temos a obrigação de ser parte integrante no assumir de tarefas. Pelo contrário: torna a convivência mais feliz. Já lá vai o tempo em que elas eram as “escravas” lá de casa.

2. Os miúdos
Os filhos fazem com que o tempo a dois seja cada vez menor, o que também se espelha na rotina sexual. O “eu e tu” deixa de ser frequente. Desaparece mesmo, sejamos sinceros. Os filhos ocupam um lugar cativo e cimeiro na vida familiar. É natural que os pais possam discordar com a forma do outro educar. Nestes casos, o diálogo é o melhor caminho no sentido de se evitarem conflitos. A responsabilidade na educação do filho não deve ser totalmente da mãe, nem totalmente nossa, pais. A melhor solução é o consenso e o equilíbrio construtivo.

3. Televisão, computador, Smartphone e FIFA 2015
O caminho para casa é feito a pensar no sofá. E o que “traz” o sofá atrás? Telenovelas, Videojogos, Resumos de jogos, etc. e tal. Este elenco de distracções não tem de ser um inimigo ao casamento/vida a dois. Evitemos que a distância entre os dois cresça e o tédio aumente. Pergunte à sua mulher como lhe correu o dia ou convide-a para uma partida de FIFA!

4. (Des)cuidar do corpo
Não é à toa que os The Groove cantam “Segura o corpo, segura o corpo”. Partilhar momentos ricos em caloria é algo que todos nós gostamos. Há pesquisas que revelam que apesar de o casamento fazer bem à saúde, engorda. Não se deixe relaxar só porque já tem a aliança no dedo. Cuidado com essa barriga! Diga-lhe a ela também que se continuar a comer assim vão ser difícil continuarem a fazer movimentos mais “atraentes” juntos…se é que me faço entender. Mantenham-se sexys e saudáveis, pois isso ajuda a manter acesa a paixão!

Demasiada intimidade
Não! Não precisam de ir juntos para o quarto-de-banho. Por favor, seja homem e faça cocó sozinho e de porta fechada. É natural que o casal passe muito tempo juntos e que não tenham qualquer tipo de vergonha um com o outro, mas calma. Partilhe muito mas não partilhe demais. Soltar gases na frente um do outro ou fazer necessidades de porta aberta ameaça aquele mistério que dá algum tempero à relação.

Artigo original: Delas