A ejaculação precoce é um assunto que afecta 1 em cada 3 homens em todo o mundo e por esse motivo é um assunto que deve ser levado a sério e sem estigmas. Os homens têm dificuldade a falar sobre este assunto, mesmo com um médico, pois afecta muito a auto-estima e confiança. Numa curta abordagem, vamos tentar esclarecer os pontos mais directos da questão e mostrar-lhe as soluções possíveis.

O que é a ejaculação precoce?
Por definição da Organização Mundial de Saúde, ejaculação precoce é a falta de controlo da ejaculação que resulta na insatisfação da relação sexual em ambos os parceiros.

Quantos homens são afetados?
Existem muitos estudos efectuados em todo o mundo e os mais representativos mostram que afecta 1 em cada 3 homens. O que mais surpreende os médicos e investigadores é as pessoas não se preocuparem com a questão.

A ejaculação precoce é uma doença?
Não é uma doença, é uma falta de controlo.

Afecta diferentes tipos de homens de diferentes maneiras?
É estável nos grupos etários. Portanto, não é um problema dos jovens. Estudos mostram que afetam 29% dos jovens e 32% em pessoas mais velhas (considerando este grupo com idades acima dos 45 anos). Não é uma grande diferença, mas é um assunto mais sensível para os mais jovens. A diferença é que quando se é jovem está-se no pico sexual e atrativo e os jovens isolam-se, como não se fala do assunto, os jovens afetados não comunicam o problema.

O que causa a ejaculação precoce?
Não é uma causa, é um conjunto de fatores. Muitos médicos acusam a ansiedade como o principal culpado, comportamentos repetitivos, excitação excessiva ou insuficiente ou tensão muscular. Elas estão todas associadas e abordar cada uma é a chave para o tratamento da ejaculação precoce.

Investigadores continuam a tentar compreender o que causa este transtorno, mas deixamos-lhe umas dicas para ultrapassar a ejaculação precoce.

Reduzir a ansiedade
Comecemos por aquilo que se pode fazer antes do pénis entrar em acção. Primeiro tem de aprender a acalmar-se e a manter os seus níveis de ansiedade baixos. Porque a ejaculação precoce esta relacionada com o sexo infrequente, homens com baixa atividade sexual, apresentam uma animação e excitação extra, o que pode manifestar-se numa performance ansiosa e excitada quando ocorre a atividade sexual. Mas, homens com relações sexuais frequentes podem igualmente apresentar uma excitação extrema e ocorrer a ejaculação prematura.
Cada pessoa controla a ansiedade á sua maneira, ninguém é igual, logo, não existe uma forma única e concreta de controlar a ansiedade, há quem medite, ou recorra a hipnose, por exemplo. Uma outra forma de controlo de ansiedade é imaginar uma situação que lhe dê prazer. Se imaginar cenários sexuais positivos, como interações e comportamentos que goste, pode ajudá-lo a gerir a ansiedade antes de chegar ao momento sexual.
Comunicar é outro método anti-ansiedade. Muitas vezes se houve a expressão “foi um alivio tirar este peso de cima”, pois é isso que se passa, se partilhar com a sua parceira, um amigo, um familiar ou o seu medico, abre a porta do alivio da ansiedade e pode ajudar a aliviar alguns dos seus medos. Assuntos como o tamanho do pénis, dificuldades com a relação, o estado do seu corpo, são tudo factores que contribuem para a ansiedade, mas são assuntos comuns e têm de ser falados, para que consiga diminuir o seu nível de ansiedade e ter uma performance sexual normal.
Por fim, existem imensos livros, filmes e DVD’s de técnicas e comportamentos sexuais. Aprender nunca é demais e quanto mais educação sexual tiver, mais confiante se sentirá, menor será a sua ansiedade e mais competente será na sua relação sexual.

Músculos pélvicos
O nosso corpo acumula tensões e os homens têm menos facilidade em libertar as tensões pélvicas. Ao estarem envolvidos em ações e comportamentos ao longo da sua vida é durante o acto sexual que reforçam a tensão muscular. Ao contrair os músculos para compelir a erecção, fazendo notar o aumento do pénis ao parceiro e o orgasmo em si, libertam tensão muscular. Devem-se trabalhar esses níveis de tensão muscular, atividades como yoga, alongamentos, técnicas de redução de ansiedade e treinos de ginásio são tudo formas de diminuição de tensões nas região pélvica e abdominal.
Uma boa maneira de diminuir a ansiedade e libertar tensão corporal é uma massagem corporal. Combine com a sua parceira e façam uma massagem completa um ao outro, isto fará com que quebre aquele receio com o seu corpo, o toque e a massagem libertam tensão corporal e ajudam a controlar a ansiedade.

Método “start-stop”
O método “start-stop” é um método testado para aprender a controlar a ejaculação e prolongá-la. Baseia-se em estimular o seu pénis até que esteja prestes a ter um orgasmo e depois cessar essa estimulação. Porquê esta auto-tortura? Com este método está a treinar para saber o momento em que a sua ejaculação é inevitável. Este é o momento antes do orgasmo (designado fase plateau), em que se sente a explodir. Em vez de ejacular, retraia a estimulação e permita-se sentir a diminuição do orgasmo. Essencialmente isto vai ensinar o seu cérebro e o seu corpo a estar confortável em estados de excitação intensos e aprender quando o inicio do orgasmo se aproxima. O objetivo é estender a fase plateau do ciclo de resposta sexual e colocar mais distância entre a fase de excitação e de orgasmo.
Os homens que têm repetido este método durante uns meses confirmam um controlo e duração gradual da manutenção do estimulo e controlo da confiança e ansiedade. De inicio comece por usar este método masturbando-se sozinho, para ganhar confiança em si e no seu corpo. Quando se sentir mais confiante, fale com a sua parceira para que possam em conjunto trabalhar este método de controlo. Comecem igualmente com estimulação manual (masturbação), experimente depois na prática de sexo oral e por fim, quando dominar melhor o controlo do seu corpo e ansiedade, incorpore na penetração.

Masturbação
A masturbação é uma forma de comportamento sexual conhecida, mas que tem de ser reaprendida. A maioria dos homens tem um orgasmo rápido com a masturbação. Na sua maioria porque a masturbação é iniciada na adolescência, ás escondidas e é feita rapidamente para que ninguém os apanhe. Agora em adulto, tem de mudar mentalmente esta masturbação orientada para o orgasmo rápido, para uma focada em aproveitar o momento e ficar confortável em prolongar essas sensações. A masturbação é o melhor treino para uma prática sexual. A glande (cabeça do pénis) é a parte mais sensível do pénis e é continuamente estimulada dentro da vagina. Ao masturbar-se tem de perder tempo em perceber estes pormenores que lhe darão muito mais prazer e vontade de prolongar o orgasmo. Apenas com a sua imaginação, com revistas eróticas, filmes pornográficos ou brinquedos sexuais, o que importa é que o faça e se liberte das tenções e ansiedade que o fazem ter ejaculação precoce, não tenha medos nem tabus.

Posições sexuais
Para quem sofre de ejaculação precoce a posição mais comum, do homem por cima (missionário) é a posição que proporciona a ejaculação prematura. Tal deve-se á tensão muscular, que aumenta quando o homem está a suportar o seu peso com os braços, conter a respiração e a força central. Assim, evite esta posição, recorra a posições com a parceira por cima, de lado (concha) ou de joelhos, de modo que não exerça tanta tensão muscular e incorpore respirações profundas para permitir a circulação do oxigênio no sangue.

A ejaculação precoce não é uma doença, não a trate como tal. Existem cremes que diminuem a sensibilidade, para que tenha um orgasmo mais tardio, mas será que é mesmo isso que quer? Reduzir a sensibilidade que é a parte mais excitante do sexo e aquela que todos queremos. Sentir.
Também existem medicamentos psicotrópicos, conhecidos por terem efeito em atrasar a ejaculação, mas afectar o seu cérebro pode não ser uma boa prática.
Fale com a sua parceira e juntos conseguirão ultrapassar esta fase se se empenharem na tarefa e efectuarem um plano de controlo fisico e mental.