Só pode viajar quando é jovem ou reformado: Sabe como transmitir o gosto de viajar aos seus filhos? Viajando com eles! E nunca há um tempo para certo viajar. Enquanto jovem não tem dinheiro suficiente, enquanto adulto e chefe de família haverão outras prioridades… Deixe as desculpas de lado. Pegue na família e desfrutem de umas boas férias. Só ajuda a fortificar laços.

As mulheres não devem viajar sozinhas: Errado. As mulheres podem enfrentar um alguns desafios que poderão ser, eventualmente, mais fáceis de enfrentar, mas não há qualquer razão que impeça as mulheres de viajar.

A viagem vai ser cara: Mito! Antes de viajar, pesquise na Internet ou através de amigos que conheçam a localidade, quais os meios mais baratos de transportes e os seus respectivos planos de pagamento.  Não quer pagar uma fortuna em hotéis? Já ouviu falar em hostels, Couchsurfing ou em casas de amigos? A viagem em si pode ser cara, mas há todo um conjunto de possibilidades gastar o menos possível durante a estadia.

Viajar vai torná-lo numa pessoa melhor: Não necessariamente. A viagem vai certamente expo-lo mais ao mundo e à pluralidade de culturas e experiências, mas isso por conta própria não transforma uma pessoa para melhor ou pior. Viajar oferece a oportunidade de sentir empatia e conhecer pessoas diferentes, mas há quem prefira aproveitar essa oportunidade, escolhendo as suas experiências no exterior, como uma forma de confirmar preconceitos.

Ser turista é brega e é diferente de ser “viajante”: O viajante é aquele que prefere traçar o seu próprio roteiro, enquanto o turista é aquele que segue a fila de “carneirinhos” atrás do guia turístico. Primeiro: não há nada de errado em se vestir “à turista”, fazer passeios turísticos ou visitar lugares turísticos, como a Torre Eiffel ou Times Square. Por alguma razão são locais populares. E em segundo lugar: ninguém liga a mínima se, como  visitante de um país estrangeiro, usa chinelos com meias brancas ou calções e colete de caçador.