Foi notícia esta semana por ter aceitado participar num reality show sul africano para jovens milionários, mas não era um jovem rico. Alekssandre Fortunato, como é conhecido, conta agora a sua versão da história, numa entrevista à revista Jovens da Banda, defendendo que “riqueza” é uma palavra com explicação muito relativa.

Rich Kids é o reality show de que falamos. O estatuto de celebridade de Alekssandre foi alcançado a partir da entrada no concurso. De acordo com os media sul-africanos, referenciados pela Angorussia, o jovem fingiu ser milionário e viveu de aparências para participar no programa da DSTV.

Hoje, o jovem de 23 anos explicou que foi convidado a participar no programa televisivo pelo facto de já ter uma alguma visibilidade na África do Sul, como modelo e promotor de eventos e que o convite não foi feito por ser rico e nem fingiu sê-lo para participar no programa.

“Na verdade, sobre o nome do show, eu só fiquei a saber à última da hora e não retirei o meu consentimento para continuar a fazer parte do elenco por causa da minha integridade que foi bastante representada no primeiro dia de gravação. O que me levou a participar foi a possibilidade de ter uma plataforma onde pudesse expor o meu trabalho e esforços constantes para crescer na indústria da moda e estabelecer mais contactos que pudessem estar interessados em trabalhar comigo”, explicou.

A misteriosa fortuna de Alekssandre foi questionada por muitos internautas angolanos e sul-africanos. O jornal  sul africano “Times Live” revelou que o jovem não faz nada que lhe permita ganhar milhões e, portanto, “é uma fraude”.

“Quanto ao gasto de 30.000 dólares americanos e a compra de uma obra de arte, acho que não é uma explicação obrigatória a ninguém. Podiam até ser ofertas de alguém que me ama. Portanto, não acho que seja necessário dar alguma explicação em relação a qualquer compra que eu possa ter feito”, disse.

Numa entrevista dada à Platina Line, no mês passado, Alekssandre referiu que “Meninos Ricos” (tradução livre de Rich Kids) é uma série que segue a vida dos jovens mais afortunados da África do Sul em termos financeiros, sociais e carreira bem sucedida.

O jovem angolano ficou desde o primeiro episódio visto como um concorrente irreverente e que transportava consigo um carisma natural essas características fizeram dele uma das figuras favoritas à vitória, tendo ficado principalmente conhecido por esbanjar bastante dinheiro em marcas caras e por ostentar em festas de luxo, refere o Angorussia.