Nome: Bernardo Jorge Martins Correia
Idade: 52 anos
Data de nascimento: 27 de Setembro de 1962
Local de nascimento: Bairro Brás (no actual distrito urbano do Sambizanga), em Luanda

A madrugada de domingo, 18 de Maio, ficou marcada pelo falecimento do músico angolano Bangão, avança a ANGOP. O artista estava, desde Fevereiro, internado num hospital na África do Sul, vítima de doença prolongada, mas não resistiu aos problemas de fígado e acabou por morrer.

O médicos sul africanos, em Pretoria, terão diagnosticado um cancro um cancro em estado avançado que se teria expandido até aos pulmões. O músico terá deixado de falar há 4 dias, tendo entrado em coma, de acordo com o site Club-K, contudo antes disso foi-lhe negado o pedido de regressar a Luanda a fim de falecer na sua terra natal. O estado de saúde frágil e debilitado do artista não lhe permitia viajar.

A sua carreira é rica e foi um mestre de semba. É uma das principais referências musicais a nível nacional pelos seus dois últimos trabalhos discográficos: “Sembele” e “Cuidado”.

Pisou um palco pela primeira vez a 18 de Outubro de 1978, como parte integrante do grupo Gingas Kakulo Kalunga apesar de ter pertencido a outros bandas anteriormente.

Passou também pelo grupo “Tradição”, em 1974 onde, entre outros, participavam Alaito (tumbas) e André Lua (voz). De 1976 a 1977 integrou, como vocalista, o grupo Processo de África, com Guncha (tumbas), Artur Décimo (viola baixo), Alaito (bateria) e Abílio (viola ritmo).

Em 1996, venceu o prémio Liceu Vieira Dias, com o tema “Kibuikila” (Peste), acompanhado pela Banda Movimento.

Em 1999, pleno ano de ascensão, foi convidado a ser vocalista da Banda Movimento. No mesmo ano, ganhou a primeira edição do concurso Semba de Ouro, com a canção “Kangila” (pássaro agoirento) e afirmou-se como cantor e compositor de inequívocos créditos firmados.

O ano 2003 consagrou Bangão como um dos maiores intérpretes da música popular angolana. Igualmente em 2003, no Top Rádio Luanda, ganha os prémios “Música do Ano”, com o tema “Fofucho” e “Voz Masculina do Ano”. Foi ainda reconhecido com o prémio preservação pela sua incessante defesa da música popular angolana.

Em 2005 venceu o Top dos Mais Queridos, da Rádio Nacional de Angola (RNA).

Nascido a 27 de Setembro de 1962, no bairro Brás, no actual distrito urbano do Sambizanga, em Luanda, onde inicia a carreira musical, Bangão já participou em espectáculos realizados em Portugal, Argentina, Namíbia e Brasil, onde dividiu o palco com o cantor brasileiro Gilberto Gil.