No último semestre, surgiu no mercado a Revista (repertório musical urbano), com a ideia de juntar músicos oriundos de países lusófonos (Brasil, Angola, Portugal, Moçambique, Timor Leste, Guiné-Bissau, São-Tomé e Príncipe e Cabo Verde).
Este projecto consiste num álbum 19 faixas musicais, de diversos género, tais como rap, soul, r&b, reggae, ragga, world music e algumas fusões de estilos, com intuito de tornar o álbum numa aventura musical mais diversificada.
O projecto tem como objectivo educar, sensibilizar as gerações vindouras para a multiculturalidade, participativa e socialmente activa, onde as diferenças fazem um todo, independentemente da corrente artística, ideológica, que cada um defende; seja no ritmo, como na escrita, isto é: congregando e contextualizando os músicos e apreciadores de músicas da Lusofonia.