Parece que o café se tem tornado cada vez mais o elixir vida quotidiana.

De acordo com um estudo recente, o café pode animá-lo de mais formas do que imagina. O Centro de Ciência da Universidade do Texas efectuou uma investigação e descobriu que os homens que consumem duas ou mais chávenas de café por dia, apresentam menor risco de ter disfunção eréctil.

Esta noticia segue a linha de mudança de atitude, em relação ao café, no mundo da medicina, em que os benefícios do consumo desta bebida popular, para a saúde, superam largamente os riscos. Adicionalmente, o Comité Consultivo de Diretrizes Dietético Americano divulgou um relatório este ano, onde diz que o consumo de café está associado á redução do risco de diabetes tipo-2, doenças cardíacas e causas de disfunção eréctil.

No estudo, os investigadores verificaram documentos de mais de 3700 homens rasteados pelo Serviço Nacional de Saúde e Nutrição Americano. Foi pedido aos homens para referirem quanta cafeína tinham consumido nas últimas 24 horas. As bebidas com cafeína incluíam: refrigerantes, bebidas desportivas, chá e café.

Os homens que consumiram entre 85 a 170 miligramas de cafeína, por dia, tinham menos 42% de probabilidade de relatar a disfunção eréctil. Curiosamente, homens que consumiram entre 171 a 303 miligramas de cafeína por dia tinham apenas 39% da probabilidade de relatarem a condição, sugerindo que existe um género de “ponto ideal” na relação do consumo de café e da disfunção eréctil.

Contudo o consumo de café parece não baixar o risco desta condição em homens com diabetes.

Os autores do estudo acreditam que o café e a cafeína, podem auxiliar o tecido muscular no relaxamento do pénis, permitindo um maior fluxo de sangue naquela área e consequentemente a erecção do pénis.