Independentemente de estar a fazer uma entrevista, a conhecer um fornecedor novo, a fechar um negócio ou a fazer contactos na indústria, a primeira impressão conta sempre muito. 

A direcção da sua relação profissional com uma pessoa — e em alguns casos a sua carreira — pode depender fortemente daquilo que a pessoa pensa sobre si após o primeiro contacto e más impressões são difíceis de inverter.

Especialmente em vendas, a sua interacção com um potencial cliente pode fazer a diferença entre fechar um lucrativo acordo ou perder permanentemente o negócio. As vendas são baseadas na construção e manutenção de relacionamentos. Um profissional que é extrovertido e apresentável, pode ter uma vantagem natural, mas é também possível às pessoas sem estas habilidades próprias, aprimorar a sua de gestão de habilidades de relacionamento.

Se quer fazer uma boa impressão em qualquer situação, siga estes três passos:

businessman-shaking-hands

  1. Vista-se para o sucesso e projecte confiança. Antes de alguém ouvir o que tem a dizer, o que registam como primeira impressão é a sua aparência. Garanta que parece profissional e cuidado, como alguém que uma pessoa quer contratar ou fazer negócio. Projecte uma imagem de sucesso e terá uma maior probabilidade de tê-lo. A confiança é também um chave importante: Se parecer confiante, as pessoas vão assumir que tem razões para o ser.
  2. Estabeleça comunicação de forma harmoniosa com um sorriso, aperto de mão e linguagem corporal. Quando dá a alguém um sorriso genuíno e caloroso, está a passar a mensagem de que você é acessível e amigável. Um aperto de mão firme, acompanhado por um contacto visual, também passa uma impressão positiva sobre si e ajuda a criar confiança. Quando conversa com entrevistados ou potenciais clientes, respeite o espaço destes, mas incline-se ligeiramente para sinalizar que está interessado naquilo que eles estão a dizer. Malaw-Businessman-CEO
  3. Mantenha o rito de conversa, sem pressa. Muitos vendedores pensam, erroneamente, que uma vez que só têm alguns momentos para entregar a mensagem que têm para passar, que eles têm de falar rapidamente, lançando o máximo de palavras possíveis por cada minuto. Isto dá corpo à expressão “discurso rápido de vendedor”, que quase nunca tem uma conotação positiva. As pessoas que se encontram com um vendedor que fala muito rápido, desenvolvem um sentido de desconfiança, assim, fale devagar e articuladamente. O mesmo se aplica a uma entrevista de trabalho: Explicar as suas qualidades muito rapidamente ou responder às questões do entrevistador muito depressa, mostram nervosismo e inquietação.