A maioria das pessoas aprende o básico sobre o sexo quando as mães, pais ou os professores explicam de onde vêm os bebés. ~

E claro, o sexo é sobre a reprodução. Mas também tem um número de efeitos secundários agradáveis que não são tão bem conhecidos. Mostramos-lhe seis factos (seguros) sobre o que o sexo pode fazer por si.

Unhappy couple lying on bed not talking at home in the bedroom

  1. Reduzir Ansiedade

O sexo pode muitas vezes causar ansiedade, mas felizmente, há cura: Sexo! Ok, talvez não seja assim tão simples como isso, mas pesquisas mostraram que a atividade sexual pode reduzir a ansiedade em humanos. Efectuou-se um estudo a 24 homens e 22 mulheres em que estes, tinham de registar diariamente as suas atividades sexuais, os seus cálculos e discursos em frente a uma multidão. As pessoas que mostravam ter relações sexuais com mais frequência, apresentavam pressão arterial baixa, quando tinham de efectuar as tarefas, mostrando assim que o sexo ajuda a reduzir a ansiedade e o stress.

couple-relaxing-on-the-beach

2.   Felicidade

Aqui não há grandes surpresas: O sexo e a felicidade andam lado a lado. Um estudo publicado num jornal económico perguntou a 900 mulheres como as diferentes actividades diárias as faziam sentir, as relações intimas lideraram as respostas: “feliz” (sendo que o horário mais desagradável para elas seja o matinal). Já noutro estudo com 16,000 participantes verificou-se que as pessoas que são felizes são aquelas que entram mais em ação na cama. Estes participantes equivalem a passagem de ter sexo uma vez por mês, para uma vez por semana, o equivalente a ganharem $50.000 USD (O testemunhos masculinos dizem também que: Homens que pagaram por sexo eram menos felizes e os que traíram o cônjuge também).

Portrait Of Loving African American Couple In Countryside

3.   Aumento da Imunidade

Enquanto provavelmente você não deveria estar ocupado com alguém resfriado, o sexo regular pode impulsionar o seu sistema imunitário. Estudos mostram que a atividade sexual regular, nos expões a infecções existentes no parceiro, e vice-versa e isto impulsiona o sistema imunitário, pois este torna-se mais resistente ás diferentes infecções.

A woman with a headache. Image shot 2007. Exact date unknown.

4.   Acalma a Dor

Os orgasmos não fazem apenas sentir bem, eles aliviam a dor. Um estudo  da Universidade de Rutgers mostra que as mulheres apresentam maior tolerância á dor e menor detecção de dor durante a estimulação vaginal e orgasmo. Durante a estimulação vaginal as mulheres apresentam um aumento do limiar de dor de 36 a 40%, já nos orgasmos estes valores equivalem a 75%. Os investigadores esperam poder isolar o factor químico ou resposta cerebral que causa a imunidade á dor, permitindo que este efeito seja usado fora do quarto, isto é, em problemas no dia-a-dia.

040714-b-real-relationships-how-to-flirt-couple-laughing-date-happy-man-woman

5.   Diminuição da Instabilidade Emocional

É daqueles que entra em stress com os relacionamentos? Uma vida sexual regular pode tranquilizar os seus medos. Recém casados com instabilidade emocional elevada — um traço marcado por mudanças de humor e preocupações frequentes — lida melhor com os casamentos quando o sexo é frequente, diário. Para muitos casais, a frequência sexual, neste estágio do casamento, não está associado a felicidade, mas os casais instáveis parecem ter um impulso quando as coisas no quarto estão ativas. A instabilidade emocional tende a tornar as pessoas infelizes, mas o sexo afasta os problemas, tornando-as mais satisfeitas e relaxadas.

o-MATURE-COUPLE-RELAXING-facebook

6.   Reduz o Cancro da Próstata

Senhores aqui está um bom motivo para manterem o sexo em dia: a ejaculação pode reduzir o risco de ter cancro da próstata. Um estudo publicado no Jornal de Medicina Americano, acompanhou 30,000 homens, incluindo 1,500 que eventualmente tinham cancro da próstata e descobriram que uma vida sexual ativa não estava associada com o aumento do risco de ter a doença. Homens que tinham muitas ejaculações — 21 ou mais por mês — apresentavam cerca de menos um terço de probabilidade de desenvolver cancro da próstata, do que aqueles que ejaculavam poucas vezes, cerca de 10 por mês.

Assim, use e abuse do sexo, faça-o de forma segura e veja os benefícios depois.