O que há por trás de um nome? Para os rappers – inspirados pelo seu verdadeiro “eu”, nomes de governantes, líderes tribais ou algo mais pomposo – o nome é tão importante quanto a música que lançam. A escolha do nome pode ser o primeiro passo para o sucesso ou para o abismo dos desastres artísticos.

Descubra aqui algumas das curiosidades por trás de nomes pesados do Hip hop internacional como Jay Z ou Tupac.

Jay Z

So So Def All-Star 20th Anniversary Concert - After Party

Goste do nome com ou sem hífen, houve um tempo que o Mr. Carter poderia ter entrado para a cultura hip pop com o primeiro apelido: “Jazzy”.

Medidos os pós e os contras, o rapper preferiu inspirar-se na estação de metro perto de sua casa, J/Z, Brooklyn, e no seu mentor Jay-O. Em 1989, Carter uniu-se a Jay-O no single, “Hawaiian Sophie”, — com o seu álbum de estreia World to the Jaz — que lhe rendeu o sucesso no hip-hop. Nascia a partir daí o nome Jay-Z.

André 3000

andre-3000

Antes do quarto nome do álbum do grupo Outkast, Stankonia, o artista que hoje conhecemos como André 3000 era conhecido simplesmente por “André” ou “Dre”. Com a popularidade de Dr. Dre a surgir novamente, graças ao seu álbum, 2001 — assim como com o trabalho feito com o álbum de Eminem, The Slim Shady LP — André 3000 sabia que uma mudança de nome seria vital para se diferenciar do “primeiro” Dre. Não há uma referência exacta sobre a inspiração para a escolha de “3000” mas note-se  que Kool Keith usou “3000” como título do seu álbum de estreia, Dr. Octagonecologyst. 

Rick Ross

rick-rock

No início dos anos 2000, William Leonard Roberts II foi “buscar” o seu nome artístico ao famoso traficante de droga norte-americano ““Freeway” Rick Ross, que facturava cerca de 3 milhões de USD por dia com a venda de cocaína. Depois de nove anos de prisão, o traficante processou o rapper e reclamou 10 milhões de USD por este ter usado, alegadamente, o seu nome e imagem. Contudo, o “peso pesado” do hip hop venceu a batalha na barra dos tribunais e hoje é o Rick Ross que todos conhecemos.

2 Chainz

2-chainz1

Poucos sabem que 2 Chainz teve por 15 anos um apelido diferente: Tity Boy (menino de maminhas, na tradução literal). Quando esteve à conversa sobre o seu nome original, com a revista Vibe, disse: “Tity Boy não é depreciativo para com as mulheres, eu não fiz nada, não obtive o nome em concursos de “sugadores de maminhas” ou assim. Este nome na realidade, veio da minha big mama, que como filho único, me mimou muito. A minha mãe chamava-me Tity Boi e o meu pai chamava-me Tity Man. Quanto à mudança, numa foto minha do meu 8º ano escolar, eu tinha 2 fios e como sempre fui ligado à joalharia, 2 Chainz fez sentido.”

Biggie Smalls/Notorious B.I.G

notorious-big-banner

De acordo com Icons of Hip Hop: An Encyclopedia of the Movement, Music, and Culture, Volume 2, Christopher Wallace ficou com o nome de Biggie Smalls do filme de 1975, Let’s Do it Again, estrelado por Sidney Poitier, Bill Cosby e Calvin Lockhart — com este último a fazer o papel de um gangster chamado “Biggie Smalls”. Devido a um processo judicial provocado por Lockhart, Wallace, o rapper foi posteriormente forçado a mudar o seu nome para Notorious B.I.G.

Tupac 

10-Tupac-REX

Nascido, Lesane Parish Crooks, a sua mãe, Afeni Shakur, deu-lhe outro nome antes do seu primeiro ano de vida: Tupac. A inspiração surgiu do revolucionário do século 18, Tupac Amaru II, que levou a uma revolta indígena contra os colonizadores espanhóis do Perú.