Ter mau hálito pode ser o defeito certo para estragar uma possível futura relação amorosa e não só. Incomoda aqueles que convivem com alguém que sofre deste mal, mas também aqueles que já fizeram de tudo para se livrar do problema constrangedor.

O site WebMD falou com vários especialistas e reuniu vários conselhos para dar a volta a esta situação.

1. Lave os dentes e use fio dental com maior frequência

O mau hálito pode ser causado pela placa bacteriana que ‘cola’ aos dentes.

É aconselhável que lave os dentes e use fio dental, pelo menos duas vezes por dia. Caso esteja preocupado com o seu hálito, o melhor é lavá-los mais vezes.

Mas não exagere. Não esfregue os dentes com muita força para não os deixar vulneráveis a cáries.

2. Esfregue a língua

São muitas as pessoas que se esquecem de lavar a língua, quando estão a lavar os dentes. Mas acaba por ter uma grande influência no seu hálito.

Há uma camada que se forma na língua que pode acumular bactérias e, consequentemente, mau hálito. Esfregue a escova de dentes com calma na língua para fazer com que esta camada desapareça.

3. Mantenhas as gengivas saudáveis

Ter as gengivas em ‘mau estado’ pode provocar mau hálito. As bactérias acumulam-se na base dos dentes, criando o mau odor.

Caso tenha doenças nas gengivas, consulte um médico para perceber qual o melhor tratamento.

4. Não se esqueça do elixir

O elixir tem várias funções. Além de deixar a sua boca mais fresca, dá-lhe uma protecção extra, fazendo com que as bactérias que provocam o mau hálito desapareçam.

Se conseguir, bocheche com água depois de todas as refeições para não ficar com pedaços de comida agarrados aos dentes – não é apenas pouco estético, também acumula bactérias. 

5. Deixe de fumar

Fumar está muito associado a doença oncológicas, mas também tem um papel fulcral no seu hálito, podendo ainda danificar as gengivas e manchar os dentes.

Experimente os pensos de nicotina, para controlar a vontade de fumar, ou então consulte um especialista para se livrar de vez desse vício que só lhe prejudica a saúde.  

6. Esqueça os rebuçados de menta. Opte pelas pastilhas

Se tem por hábito pôr um rebuçado de menta na boca depois das refeições, para melhorar o hálito, o melhor é parar o quanto antes com isso.

A grande maioria destes rebuçados tem açúcar, algo que agrada (e muito) as bactérias. Usam esse açúcar para criar um ácido que danifica os dentes e causa mau hálito.

A higienista Pamela L. Quinones aconselha a optar antes por pastilhas sem açúcar. “As pastilhas estimulam a saliva, uma defesa natural da boca”, acrescenta.

7. Evite determinados alimentos

Pode parecer uma afirmação básica, mas é mais importante do que parece. Comer alimentos como cebola ou alho e lavar os dentes, em seguida, não vai fazer com que o mau hálito desapareça.

O dentista Richard Price refere que as substâncias que provocam mau hálito vão para a corrente sanguínea. Chegam depois aos pulmões e são expelidas, causando então esse desconforto.

O melhor mesmo é não comer esses alimentos ou, pelo menos, evitá-los quando for trabalhar ou quando estiver com amigos.