Aconteceu este fim-de-semana as Primeiras Jornadas de Diabetes em Angola e sendo esta uma doença que afecta uma boa parte da população, não poderíamos deixar de abordar o tema.

Conhecida como uma doença silenciosa, a diabetes é a principal causa de mortes no mundo e os homens são mais propensos a esta doença do que as mulheres. A única maneira de garantir segurança é a prevenção e saber identificar os sintomas iniciais.

O corpo humano necessita de glucose (açúcares) para ter energia. Esta é conseguida pelo organismo através de alimentos que ingerimos. Para que os níveis de açúcar sejam controlados e seja produzida energia, o nosso organismo secreta insulina pelo pâncreas. Quando um homem tem diabetes há uma deficiência ao nível do pâncreas e esta secreção de insulina não é suficiente para o organismo e este não a consegue utilizar (insulinorresistência), resultando numa deficiente capacidade do organismo de utilizar a sua fonte de produção de energia, a glucose.

 

Sinais de diabetes nos homens 
Uma das principais causas da diabetes é a saúde debilitada, o stress e a tensão. Por norma, os homens vão pouco ao médico e seguem pouco a sua condição médica. Esta doença é aparentemente silenciosa, como tal, são necessários cuidados adequados para que esta doença mortal não cause perigo. Para garantir que possas tomar atenção e cuidado com a tua saúde, deixamos aqui uma lista dos primeiros sintomas de alerta para a diabetes, nos homens:

Um dos sintomas mais frequentes num homem com diabetes e fácil de detectar é a poliúria, isto é, urinar em excesso. É dos sintomas mais incómodos e é provocado pelo aumento da glucose no organismo, dificultando a função dos rins, que não conseguem realizar bem a a filtragem e absorver a água.
Se se encontra constantemente com fome e insatisfeito, pode estar com um quadro de diabetes.

Os homens diabéticos sentem também muita fadiga, stress e exaustão. O pâncreas não consegue dissolver o açúcar em excesso no organismo, o que é necessário para que este açúcar seja transformado em energia, como tal, há uma sensação de cansaço ou falta de energia.

A sensação de sede constante, é um factor muito importante para detectar a diabetes nos homens, pois o excesso de glucose no corpo absorve os líquidos neste (tentando combater o excesso).


Um aumento ou perda de peso repentino pode ser um aviso para esta condição. Quando um homem está com diabetes, como tem muitos açucares no sangue, ao estar em poliúria também está sempre a expeli-los. Como isto o organismo começa a recorrer ás proteínas para produzir energia e é esta condição que leva á perda de peso.

Padrões irregulares de sono e de dores musculares, são igualmente condição da doença.

A diabetes tem muita influencia na visão. Os níveis elevados de glucose no sangue afetam a lente ocular. Este excesso pode também danificar os vasos sanguíneos posteriores do olho, o que muitas vezes pode levar á cegueira.

O factor mais notável nos homens, quando têm esta doença, é a disfunção eréctil. Esta desordem danifica lentamente os vasos sanguíneos ao redor do pénis, o que dificulta a erecção.

O sinal de alerta mais grave em homens é a dificuldade em cicatrizar as feridas. Ainda está em estudo o motivo pelo qual esta situação acontece. É também de ter em conta que a dormência nos dedos dos pés e mãos também é bastante comum.

O melhor a fazer para estares atento é fazeres um rastreio junto do teu médico (é apenas uma picada do dedo), teres uma alimentação saudável, fazeres uma atividade física e beberes 1,5L de água por dia.

O café e a diabetes 

O café e a diabetes encontram-se em contradições constantes, estudos falam-nos dos benefícios do café para a prevenção da diabetes, mas, também contém alguns químicos que podem trazer problemas. Vejamos melhor.

O consumo regular de cafeína, analisado durante quatro semanas, mostrou comprometer a sensibilidade á insulina, em pacientes com diabetes tipo 2.
Enquanto os investigadores trabalham para perceber a relação entre o consumo elevado de café e a sensibilidade á insulina, eles pensam que a rápida transição para ter mais café pode dever-se a uma resposta do corpo atípica ou enfatizada.

delta cafés

Benefícios do café 
O café tem mostrado baixar os riscos das seguintes condições:

Diabetes tipo 2, cancro – como o cancro endometrial ou cancro agressivo da próstata; doença cardiovascular; ataques vasculares cerebrais; Alzheimer e Parkinson.

O café contém polifenóis, que é uma molécula com propriedades anti-oxidantes, que se acredita fortemente ajudar a prevenir doenças inflamatórias, como a diabetes tipo 2 e propriedades anti-cancerígenas.
Assim como os polifenóis, o café contém os minerais de magnésio e crómio. A ingestão de doses consideráveis magnésio está ligada a baixos rácios da diabetes tipo 2.

A mistura destes nutrientes pode ser útil para melhorar a sensibilidade á insulina, o que pode auxiliar a compensar os efeitos possivelmente negativos da cafeína.

  
Café e a prevenção da diabetes
Estudos mostram que os consumidores de café apresentam um, notável, menor risco de terem diabetes tipo 2. Em 2009 um estudo que incluiu 40 000 participantes verificou que o consumo de 3 chávenas de chá ou café por dia, leva a uma diminuição de cerca de 40% do risco de desenvolvimento de diabetes tipo 2. Em 2014, publicações efectuadas por especialistas ingleses e americanos mostraram que aqueles que aumentaram o seu consumo de café, experimentaram uma redução de 11% do risco de desenvolver a diabetes tipo 2, em cerca de 4 anos.

Mas atenção, café, não significa café com leite, ou açúcar ou chocolate. O que é benéfico é o café por si só, pois como é conhecimento geral, todos os outros têm açúcar e são obviamente prejudiciais para os diabéticos.
Fazer um check-up médico é essencial para que cuides de ti, o nosso corpo muda a cada ano e o meio em que vivemos está sempre a alterar, isto afecta muito a nossa saúde, assim como a alimentação e o sedentarismo. Mantém-te informado e cuida da tua saúde.