É claro que a honestidade deve ser um dos princípios básicos mais respeitados, seja lá onde for. Contudo, no trabalho, há algumas perguntas às quais, pelo bem da sua carreira, deve evitar ser sincero. Veja os dez exemplos abaixo:

1. Onde é que se vê dentro de 5 anos? Mesmo que tenha a vontade de responder “ganhar muito mais dinheiro”, “estar no lugar do meu chefe” ou “numa no banzelo” opte por outras respostas. Diga que esse será o tempo que precisa para aprender e evoluir profissionalmente, e ajudar a empresa a crescer.

2. Está de ressaca? Admitir que está de ressaca é assumir que a bebida afecta o seu trabalho, mesmo perante um patrão simpático e amigos que gostam de farra. Por isso, opte por dizer que teve uma noite má, dormiu mal. Se a ressaca for muito visível fisicamente, o melhor é tirar folga (mas não abuse).

3. O que acha sobre o seu colega X? Falar mal de um colega não é bom, mesmo que ele seja má pessoa. Opte por destacar os aspectos positivos do seu colega. Se lhe perguntarem concretamente sobre os aspectos negativos, assuma posição neutra ou deixe espaço, na conversa, para que outros dêem a sua opinião. A sua sinceridade pode ser mal interpretada. Diga o que pensa dessa pessoa quando estiver com ela e não pelos cantos dos corredores e a outras pessoas.

4. Como é que está? Se estiver bem, pode dizê-lo, mas se não estiver diga também que está bem. Na verdade, as pessoas não estão muito interessadas na resposta a uma pergunta, muitas vezes, circunstancial. Mesmo quando alguém lhe pergunta como correram as férias, está a ser educada e pouco interessada na sua vida.

5. Porque está a deixar o seu actual emprego? Mesmo que a sua vontade seja responder porque “odeio o meu patrão”, “detesto a minha empresa” ou “quero mais dinheiro”, não o faça. Pois poderá parecer uma pessoa má, desleal e gananciosa. Em vez disso, responda que adora o seu trabalho actual mas chegou a hora de abraçar novos desafios.

6. É isto uma má ideia? Pode ser difícil ser honesto quando se trata de uma ideia muito querida do chefe e em que se investiu muito dinheiro, mas prejudicou-o enquanto funcionário. Nesse caso, opte por destacar os aspectos mais positivos ou dizer coisas como “isto poderá ter potencial em alguns dos nossos novos mercados.”

7. O que acha sobre mim, enquanto chefe? Se ele for um bom chefe, diga-lhe isso. Mas se for um mau chefe, tente encontrar aspectos positivos para dar a opinião. Em vez de dizer, por exemplo, que ele é um manipulador e um incompetente, opte por dizer “estou preocupado com [determinada situação], gostaria de saber se tem algum conselho”.

8. Qual é a sua maior fraqueza? Opte por uma meia verdade plausível sobre as suas capacidades em que está a trabalhar actualmente. Por exemplo, se tiver 25 anos diga:”gostava de melhorar as minhas capacidades de falar em público”. Isto mostra que tem uma fraqueza, mas sem falar dela diretamente e ainda mostra que tem ambição.

9. Você foi a uma entrevista de trabalho hoje cedo? Assumir que sim é dizer ao seu patrão que quer ir-se embora. Pode sempre dizer “gosto demasiado de si para estar a pregar-lhe uma mentira branca, mas nada é ainda certo.”

10. O colega X está a fazer batota com as contas? A menos que seja directamente responsável pelas contas desse colega, responda que não faz ideia. Pondere bem, pois uma resposta errada numa situação errada pode prejudicar o seu colega ou a si próprio.