Todo o cidadão tem o direito de se manifestar, desde que de forma ordeira, organizada e civilizada e devidamente comunicada, de acordo com a Constituição da República. É um direito democrático, baseado na soberania popular, o direito da liberdade de expressar as suas convicções e alertar as entidades competentes sobre o descontentamento sobre determinadas situações.

Atendendo, ao que tem sido divulgado nas redes e comunicação sociais, decidimos elaborar um guia prático sobre o tema.

Foto: @Rede Angola
Foto: @Rede Angola

1.Informa-te!
A primeira coisa a fazer é saberes quem está a realizar a manifestação, onde e a que horas se realizará. Convém estares informado sobre qual o motivo da manifestação, pois só faz sentido ires se concordas e defendes os ideais que vão ser manifestados. Se de facto estiveres de acordo, então convém ires prevenido sobre o que irão falar e defender, o local e as horas onde o grupo de manifestantes se irá encontrar. Como são algumas horas sempre a debater o mesmo, para não ficar nada por dizer, podes elaborar uns cartazes ou umas faixas (sozinho ou com amigos que queiram igualmente se manifestar), para que fique bem clara a mensagem que queres passar, é mais chamativo e fica na memória.

2. O trajecto


Uma manifestação legal e bem organizada, é sempre comunicada e como tal, para evitar problemas maiores a polícia monta um perímetro de segurança por onde a manifestação irá passar e no local de destino desta. Por este motivo, mantém-te atento e sai de casa antecipadamente para conseguires chegar a tempo, até porque podem haver ruas cortadas ao trânsito, planeia com antecedência como te vais deslocar até lá.

IMG_3441.JPG

3. Condições climatéricas
Este ponto é fundamental, exerce os teus direitos, mas não te esqueças de te proteger e cuidar de ti. Informa-te das condições climatéricas para ires prevenido. Chapéu e roupa clara e leve para suportar o calor, creme anti-raios UV para protegeres a pele exposta e se chover um impermeável, para que consigas caminhar e te protegeres de uma possível chuva.

4. Roupa e calçado 
Como referimos acima, o ideal é levares roupa leve, uma t-shirt larga e uns calções confortáveis e leves, ou calças finas e leves, a ganga por vezes torna-se pesada e quente para este tipo de eventos. O chapéu é fundamental e uns ténis de caminhada, confortáveis, com uma sola maleável, para não ficares com os pés a doer ao fim de uma hora.

Foto: @VOA
Foto: @VOA

5. Nutrição
Por norma, as manifestações são eventos longos, que percorrem longos percursos sobre condições exigentes, como muito calor, portanto é provável que ao fim de um tempo de caminhada fiques com fome e sede. O melhor é levares uma garrafa de água contigo e alimentos leves que aguentem as condições climatéricas, como sanduíche, fruta, barras de cereais ou bolachas, para te nutrires enquanto caminhas.

6. Acessórios
Tudo o que precisas de carregar pesa e torna-se incomodo, mas também um atractivo para aqueles que possam aparecer na manifestação com o intuito de facturar e não de contribuir para o país. Assim, escolhe uma mochila confortável, com alças largas e maleáveis para não te magoarem os ombros, e transporta aqui apenas a comida, água e o creme anti-radiações UV. Leva depois uma bolsa pequena junto ao corpo com os teus documentos e objectos pessoais, isto porque infelizmente se os oportunistas aparecerem não corres o risco de te levarem os documentos ou algo de valor.

Nunca é de mais estar atento e vigilante, infelizmente acontece em todo em mundo, nas manifestações há sempre grupos de pessoas mal intencionadas que aproveitam os direitos de quem quer o bem do país, para fazer o mal. O melhor que tens a fazer é manter-te sempre alerta, caso verifiques alguma situação mal intencionada, afasta-te e comunica ao agente de autoridade mais próximo.

Agora que já tens noção de por onde começar, o que fazer, vestir, o que levar contigo e como te prevenires, já estás mais do que reparado para uma manifestação, mas não esqueças do fundamental, informa-te sobre as condições em que o teu país se encontra, quais os ideais dos partidos e formula o que pensas que deve ser melhorado e quais as soluções, somos nós que temos de mostrar o que gostamos e queremos melhorar, pois somos nós que levamos sempre com as consequências.