A Bethe Correia já tinha avisado a norte-americana Ronda para não chorar depois de levar “um pau”, com direito a Knock out e ainda para não chorar depois de perder. Mas o silêncio de Ronda era o prenúncio de uma fantástica vitória. A norte-americana venceu Bethe por Knock out em apenas 34 segundos.

A animosidade entre as duas lutadoras de UFC já durava há alguns meses, desde que Bethe pediu a Ronda para não se matar depois do combate, um possível referência ao suicídio do pai da norte-americana quando ela ainda era criança.

No combate, depois de uma sequência de socos e cotoveladas, Bethe caiu inanimada no octógono e Ronda deu o troco, disse nos ouvidos da adversária: “Don’t cry” (não chores). A mesma frase dita pela “pitbull” brasileira anteriormente, em tom de provocação.

Na conferência de imprensa, depois da luta, Bethe garantiu que o combate estava equilibrado até ao momento do knock out. “Eu comecei bem, a Ronda sentiu os meus golpes, mas agarrou-me eu escorreguei e acabei com um knock out. Mas isso acontece com todos, inclusive com os melhores”, afirmou Bethe.

E acrescentou que não motivo para vergonhas. “Eu não abaixo a cabeça. Podem marcar a minha próxima luta, sou forte para caramba.”

Quanto a Ronda, prometeu que deixaria o cinturão no Brasil “para o povo brasileiro” e assim o fará, num local surpresa, este domingo.

 Veja o vídeo da pesagem das atletas, antes da competição: