A nova geração Hyundai Tucson encontra-se em exposição no Salão de Genebra 2015, Sucia, e vai chegar aos mercados a partir de 2016.

No resto do mundo, o Tucson original foi descontinuado há quase seis anos passando o seu nome à segunda geração, o nosso ix35.

Com uma linha mais moderna, com ares de SUV alemão, embora mantenha a base do seu design, o novo Tucson é montado sobre uma plataforma completamente nova.  Está maior, mais largo e mais espaçoso: são 4,48 metros de comprimento, 1,85 m de largura e 2,67 m de distância entre-eixos, contra 4,41 m, 1,82 m e 2,64 m, respectivamente. Isso significa mais espaço para pernas e cabeças de todos os ocupantes. O porta-malas carrega até 514 litros.

“Decidimos fazer um carro com estilo um pouco mais masculino, com linhas fortes e a parte frontal bem realçada”, afirmou aos jornalistas presentes no Salão o “chefão” mundial do Grupo Hyundai-Kia, Peter Schreyer.

Sob o capô, o carro será oferecido ao mercado europeu com motores a gasolina (1.6 aspirado de 133 cv ou turbinado de 174 cv) e a diesel (1.7 de 113 cv, mas com mais de 30 kgfm de torque) nas versões 4×2 (tração traseira); e apenas com motores a diesel (2.0 de 134 ou 181 cavalos, ambos com quase 40 kgfm de torque) nas configurações 4×4.

Entre as opções de transmissão estão as caixas manual e automática de seis marchas e uma automatizada de dupla embreagem e sete marchas para a configuração com motor turbo a gasolina.

O novo modelo vai começar a ser comercializado a partir do próximo ano na Europa, mais ainda não se sabe quando chegará a Angola.