Uma universidade no Utah está a dar aos estudantes que andam e usam os seus telemóveis ao mesmo tempo, a sua própria pista nas escadas (texting lanes), no novo centro de estudos.

Com relatos de feridos, constrangimentos e mortes relacionadas com pedestres ao telemóvel em ascensão, o mesmo acontece com a quantidade de atenção para “andar distraído.”

Legisladores e organizadores da saúde pública por todo o mundo têm vindo a trabalhar há anos para aumentar a inconsciência sobre o quão perigoso pode ser o uso de aparelhos móveis enquanto se viaja a pé. Algumas cidades do USA começaram mesmo a rotular os “pedestres descuidados” para olharem para os seus telemóveis quando atravessam a rua.

img

E ainda, apesar de todas as regras, riscos e comentários sarcásticos de estranhos que vêm com este comportamento, este ainda persiste — principalmente entre jovens.
Universidade de Valley, Utah (UVU), parece compreender isto bem, por isso esta não desencoraja o uso de smartphones entre os 30.000 estudantes. Em vez disso, a escola está a tentar eliminar um corredor de impasse, dando aos escritores de mensagens uma pista própria.

Relatos falam de uma grande escadaria com pistas desenhadas para caminhar, correr e andar ás sms, estas foram oficialmente reveladas no novo centro de estudantes da Universidade de Orem, Utah, a 7 de Junho.
Enquanto nenhuma política oficial de escola tenha sido implementada para impor o uso dessas escadas, o director criativo da UVU, Matt Bambrough, espera que os estudantes riam, falem e pensem sobre o assunto.
“Temos estudantes de 18-24 anos a andar por todo o lado com smartphones, estamos quase obrigados a correr num lugar; é algo com que lidamos nestes dias e nestas idade,” disse Matt numa conferencia de imprensa, explicando qua a intenção foi “comprometer os nossos estudantes a prestarem atenção e deixá-los saber que nós temos a consciência de quem eles são e de onde eles vêm.”
UVU parece ser a primeira instituição académica a criar espaços dedicados para se andar ao telemóvel mas, a criação “texting lanes” noutras partes do mundo têm feito tablóides desde, pelo menos, 2012.

Pistas de texting walkers Centro de estudos da UVU.
Pistas de texting walkers Centro de estudos da UVU.

No último Verão, a National Geographic instalou “phone lanes” pedestres temporárias em Washington D.C., enquanto filmavam um segmento televisivo sobre ciência comportamental e em Setembro, a cidade chinesa de Chongqing, seguiu o exemplo de forma quase igual que tinha o intuito de sensibilizar para a segurança.

Por outro lado, os depreciadores apontam as escadas como um produto da nossa sociedade tecnologicamente obcecada e egocêntrica.

Independentemente da forma como alguém se sente em relação a isso, a pista de “escrita de sms” da UVU tem definitivamente mais pessoas a conversar — que foi o objectivo principal de Bambrough.
“A maioria das pessoas não obedecem as pistas colocadas,” diz Matt. “Mas prevenir colisões foi a razão pela qual construirmos as pistas — fizemo-lo para consciencializar os estudantes. Está lá para as pessoas observarem e aproveitarem.”