Todos concordamos que facilitam bastante a visualização das horas. A apresentação do tempo é exacta e não há margens para os “mais ou menos” ou os “cerca de”. Falamos de relógios digitais, claro.

Surgiram nos anos 70 e representavam a vanguarda da tecnologia.

O passar do tempo, contudo, trouxe consigo a evolução da tecnologia e a queda do apogeu dos relógios digitais. Estes tornaram-se vulgares e de gosto duvidoso. O surgimento dos telemóveis contribuiu para a queda, conta-nos o site Coisas de gajos.

Com o passar do tempo, essa mesma tecnologia evoluiu, expandiu-se, e esses relógios digitais começaram a ganhar um aspecto barato e de gosto duvidoso. Surgiram os telemóveis, e a necessidade de andar com um relógio digital desapareceu.

Utilizar um relógio na era dos smartphones é indiscutivelmente ornamental, e é por isso que quase todos começaram a utilizar relógios tradicionais. Mas as coisas mudaram com a introdução dos smartwatches, relógios digitais visualmente atraentes e muitos deles com aquele aspecto old school, diz o Coisas de Gajo.

Ainda que seja pelo benefício emocional, vale a pena comprar um relógio. Veja aqui a selecção destes 12 relógios com muita “pinta”.