A quarta geração do Kia Optima foi agora desvendada, momento em que foi também confirmada a sua presença no Salão Automóvel de Frankfurt, em setembro. A entrada em comercialização irá ocorrer pouco tempo depois, já que está marcada ainda para o derradeiro trimestre deste ano. Com dimensões ligeiramente superiores ao Optima que vem substituir, a nova geração tem 4,85m de comprimento, 1,46m de altura e 1,86m de largura, com a marca coreana a destacar o aumento da área interior e também a capacidade da mala, que atinge os 510L.

image_13681_0_1440598074

Procurando combinar o porte atlético do Optima, uma das características mais apreciadas do modelo, com uma imagem mais elegante que procura atrair clientes que buscam um automóvel distinto, o exterior do modelo conta já com a grelha “Tiger Nose” transversal à gama Kia, enquanto na traseira são os pilotos LEDS nos flancos o principal destaque. Recebendo materiais de maior qualidade e uma imagem mais requintada, a vertente tecnológica surge também reforçada no habitáculo, que tem uma imagem mais “limpa” e passa a incorporar ecrãs de 7’’ ou 8’’. As tecnologias prometem agora não apenas tornar mais fácil a execução de diversas funções como também garantir maior apoio ao condutor, que conta com sistemas como o programador de velocidade ativo e a travagem de emergência.

image_13681_0_1440598103

Foram também reveladas as motorizações da quarta geração do Kia Optima, que vai contar com um bloco a gasolina 2.0L atmosférico de 163CV e um 1.7L CRDI diesel, que incorpora um turbo de geometria variável e oferece 141CV de potência. Ambos vão surgir conectados a uma caixa manual de seis velocidades, mas será também possível optar por transmissões automáticas (com conversor de binário no propulsor a gasolina e dupla embraiagem para o diesel). Duas novidades da gama do Kia Optima ficam ainda reservadas para um momento futuro, estando anunciadas para mais tarde uma motorização híbrida de Plug-in e uma carrinha com design inspirado na SportSpace Concept.