A testosterona faz muito por ti. Ajuda-te a queimar gordura e criar músculo, aumenta o desejo sexual e mantém o teu sistema cardiovascular saudável. Também melhora o humor, de acordo com muitos estudos recentes.

É mais importante do que nunca manter a testosterona em alta nestes dias. Felizmente, há formas de combater o decréscimo dos níveis de testosterona. Mostramos-te 5 dicas para impulsionares a tua testosterona de forma natural.

Alimenta-te de uma dieta rica em gorduras saudáveis

Man eating a meal of salmon and salad

Uma elevada quantidade de gorduras saudáveis é bom para ti, aqui está o porquê:

o colesterol é a molécula que muitos médicos, defensores do exercício e nutricionistas têm denominado nos últimos 40 anos como: o alicerce para todos as hormonas sexuais. Através da ingestão de uma dieta rica em colesterol. estás a dar ao teu corpo as matérias primas para sintetizar testosterona, juntamente com um número de outras hormonas cruciais.

Come gordura saturada e omega-3 a partir de fontes como carnes caseiras, frutos do mar selvagens, nozes cruas, salmão e abacate. Evita carne de viveiro, alimentada com grãos — estas não terão as gorduras saudáveis e vão conter produtos químicos que desorientam as hormonas e toxinas.

2. Corta o excesso de hidratos de carbono 

Hidratos-de-carbono

Evita o açúcar — juntamente com com os hidratos de carbono refinados que o corpo facilmente transforma em açúcar — também irá ajudar a aumentar a tua testosterona. Muitos estudos mostram que o açúcar arruina os níveis de testosterona. Uma porção de açúcar, igual aquela que está numa garrafa de refrigerante pode diminuir os níveis de testosterona em cerca de 25% numa hora, e por mais de duas horas.

Os hidratos de carbono simples não são muito melhores. Ouves a frase: “Frutos e vegetais”, como se ambos fossem iguais, mas na realidade eles nem sequer se comparam. Os frutos são naturalmente doces — muitos são pobres em nutrientes e ricos em frutose.

Não cortes todos os hidratos de carbono por completo. Estes são óptimos para ti, quando ingeridos com moderação. Ingere um par de batatas doces ou uma chávena de arroz branco, uma a duas vezes por semana, perto do fim do dia. O resto da semana opta por vegetais, proteína animal de alta qualidade e gorduras saudáveis.

3.  Toma vitamina D

Fuentes de vitamina D 0

A não ser que corras por aí nu, ao sol, durante 12 horas por dia, provavelmente não consegues mais vitamina D. Está envolvida em milhares de processos no corpo e como o colesterol é um alicerce para a testosterona e para a produção da hormona de crescimento humano (HGH). Garante que encontras uma boa marca e a forma certa da vitamina D, junto de um médico ou farmacêutico.

4. Toma um banho frio

powersoul-cosmopolitan-hand-shower-130

Nos livros originais do 007, James Bond era famoso por tomar banhos gelados. O hábito fá-lo parecer viril, com certeza, mas acontece que existe também alguma ciência por trás.

A testosterona ganha o seu nome por ser produzida nos testículos e os testículos gostam de se sentir frescos — eles funcionam melhor em ambientes mais frios e funcionam muito pobremente em ambientes quentes. Calor prolongado — como aquele que terás num banho quente — prejudica a produção de testosterona. Além disso, um estudo recente mostra que homens que trocam banhos quentes pelos frios, aumentam a sua quantidade de esperma em cerca de 491%. Enquanto que a quantidade de esperma não é uma medida directa de testosterona, é um marcador de saúde geral testicular. Considera em substituíres aqueles banhos quentes, pelos refrescantes.

5. Ginásio 

1369381932_87835

O stress inibe a produção de testosterona. E muito. Isso não torna necessariamente o stress mau. Trabalhar é seriamente stressante para o teu corpo, mas a quantidade certa deste é boa para ti. Se stressas o teu corpo e depois dás-lhe o devido descanso para recuperação, será um bom equilíbrio e ele recupera melhor do que antes. Irá criar músculo, queimar gordura, elevar os níveis de testosterona e produção de HGH.

O treino excessivo é que é o problema. Se fazes duras sessões, de 90 minutos em levantamento de pesos, cinco vezes por semana, o teu corpo está sob stress constante e começará a desmoronar. Programa o teu exercício. Trabalha bem e intensamente quando estas no ginásio, mas dá tempo para o teu corpo recuperar depois. Pensa-se que 3 dias, se não uma semana, para conseguires colocar os níveis de testosterona em ordem e verás resultados mais depressa. Mais é menos.