Apresentamos-te o BMW M4 GTS, versão que procura revelar todo o potencial escondido do modelo M4 Coupé.

Atingindo um patamar de prestações que a marca define como “extraordinário”, esta nova versão limitada a 700 unidades demonstra todas as capacidades para circuito da versão mais potente do Série 4, mas promete também destacar-se nas estradas públicas pela sua imagem agressiva e a bela sinfonia que vai emanar do seu escape com ponteira em titânio.

Procurando demonstrar todas as capacidades da divisão M pela utilização das mais recentes evoluções no chassis e sistema propulsor, esta versão M4 GTS conta com o seis cilindros 3.0L já conhecido do modelo, em combinação com uma transmissão M DKG de dupla embraiagem e sete relações.

No entanto este desportivo implementa um conjunto de alterações, onde se destaca o sistema de injeção de água no motor, para alcançar uma potência de 500CV e binário de 600Nm, mas mantendo simultaneamente os consumos em valores reduzidos, sendo anunciados 8,3L/100km e emissões de 194g/km de CO2.

A BMW afirma mesmo que este é “o modelo mais ágil, radical e dinâmico” da gama M4, acelerando dos 0 aos 100km/h em 3,8 segundos e com uma velocidade máxima de 305km/h. Na mecânica destaque ainda para a suspensão M regulável, com configurações adaptáveis para diversos tipos de circuito, e as alterações efetuadas no Drivelogic e Lauch Control para corresponderem à maior potência do motor. Estará ainda disponível um kit “Clubsport” que aumenta ainda mais as capacidades do BMW M4 GTS em pista.

A utilização de materiais ligeiros no M4 também ganha na versão GTS o seu expoente máximo. Este foco numa conceção de baixo peso é espelhado desde logo no exterior, onde a fibra de carbono se encontra visível no capot (com novo design), teto, defletor dianteiro e na grande asa colocada na retaguarda.

A imagem agressiva é ainda potenciada pelas jantes 666M com contrastes em Orange Acid, e pela ponteira de escape em titânio, com um peso 20% inferior às configurações “tradicionais”. Para alcançar os 1510kg, que garantem uma relação de peso/potência de 3.0kg/CV, também foi importante a utilização da fibra de carbono no habitáculo, visível numa multiplicidade de elementos.

Um último exemplo da importância colocada pela BMW em reduzir ao mínimo o peso do M4 GTS está na substituição dos habituais puxadores das portas por tiras de tecido que recebem uma decoração nos tons azul e vermelho da divisão M.