A Mitsubishi vai apresentar o eX Concept, o seu primeiro SUV 100% elétrico e de pequenas dimensões, no Salão de Tóquio. Este modelo vai juntar-se ao citadino i-MiEV e ao Outlander PHEV, nas lista de «propostas verdes» da Mitsubishi.
Apesar de esteticamente semelhante ao Outlander e ao protótipo XR-PHEV, este SUV trará consigo a próxima geração de tecnologias e um novo sistema elétrico: dois motores elétricos, distribuídos por cada eixo, que em conjunto debitam 190cv e uma autonomia de 400km sempre que as baterias (carregadas sem fios) estiverem com a carga total nos seus iões de lítio de 45 kWh.

O sistema de tração às 4 rodas S-AWC (Super All-Wheel Control) oferece três modos distintos de condução: «automático», «gravilha» e «neve».

A Mitsubishi espera ter um portefólio composto por cinco SUVS, e quatro deles vão contemplar versões elétricas “puras” ou híbridas com ligação externa. Em informações aos ingleses da AutoCar, o CEO Osamu Masuko confidenciou que esta oferta via ter início com a próxima geração do ASX (à partida com opções hibrida de Plug-in e elétrica), sendo revelado posteriormente uma nova aposta que vai colocar-se entre este modelo e o Outlander. No topo da gama vai estar colocado o Shogun, mas está também prevista a introdução de um “Shogun Sport”, descrito como “um todo-o-terreno com motorização tradicional”, o que significa que em princípio será o único modelo sem qualquer motor elétrico.

O CEO da Mitsubishi mostrou-se também agradado e até surpreendido com o grande sucesso do Outlander PHEV na Europa, embora reconheça que “é verdade que no início não tivemos de enfrentar qualquer adversário e no futuro vamos ter concorrência feroz”. No entanto Osamu Masuko considera que esta realidade é positiva para o mercado automóvel, já que “significa que a tecnologia PHEV se está a alargar, o que é bom. Isso significa que vai ser uma das principais tecnologias no futuro”.