Com que frequência lavas os lençóis da tua cama? Se vais responder sem grandes certezas “uma vez por mês”, é urgente aprenderes o que te vamos explicar em seguida.

Mary Gagliardi, uma investigadora da Clorox, também conhecida por “Dr. Laundry” (Dra. Lavadeira), compara os seus lençóis às roupas que vestes por oito horas todas as noites. Se pensares nestes termos, ela diz que se deve lavar estes pelo menos uma vez por semana.

“Eu não penso que existam muitas outras peças de roupa que quisesses usar 56 horas, antes de as lavares,” diz Gagliardi.

Os humanos sofrem um género de escamação da pele, onde perdemos células numa taxa de 500 milhões por dia, de acordo com a American Chemical Society. Então, se passas um terço do teu dia a dormir, isso significa que 166 milhões podem acabar na tua cama, todas as noites.

Agora considera os óleos corporais, suor e sujidade que esfregas nos teus lençóis enquanto dormes — e com eles, uma quantidade de bactérias e microorganismos alojados. As boas notícias: a maioria destes microorganismos não são perigosos, mas eles começam a multiplicar-se com o uso prolongado dos lençóis.

Se deres às bactérias tempo suficiente para crescerem, a tua máquina de lavar terá uma tarefa difícil para removê-las, diz Sally Bloomfield, uma professora honorária da London School of Hygiene and Tropical Medicine.

Alguns dos outros germes nojentos tu consegues facilmente apanhá-los e espalhá-los pelos teus lençóis — como vírus ou fungos como pé de atleta —podem sobreviver por muitas semanas sem um hospedeiro, explica Bloomfield. É por isso que ela também aconselha que os lençóis sejam lavados uma vez por semana.

Bloomfield sugere ainda que se lave na máquina com a temperatura mais elevada possível. Quanto mais quente a água, mais germes matas.

Outra boa dica é usares branqueador, desinfecta melhor do que apenas água quente e detergente. Se os teus lençóis são brancos, escolhe um branqueador à base de cloro (rotulados muitas vezes como normais). Caso contrário, usa um branqueador oxigenado, que garante que as cores não se perdem.