A feminista preferida de todos e mais descarada, Amber Rose, deu uma entrevista e sessão fotográfica exclusiva à GQ. A activista do “Walk of No Shame” (Passeio do Sem Vergonha), reflectiu sobre o seu actual sucesso ao tocar numa variedade de temas direccionados em forma de manifesto de auto-ajuda de How To Be a Bad Bitch (Como ser uma “menina má”) — sobre vergonha, maternidade, perdoar amantes do passado e por isso ela diz que nunca vai ouvir “My Beautiful Dark Twister Fantasy”, de Kanye West.

amber-rose-GQ-1115-02

“Não é apenas para mim… Não me entendam mal,” diz Amber, “Eu ouvirei as músicas e será como, ‘Oh, ele (Kanye) disse isto sobre mim.’ Ninguém sabe sobre o que ele fala, a não ser eu e ele. As pessoas não sabem decifrar. Devem pensar, ‘mas que som fixe,’ e eu fico tipo, ‘Isso aconteceu-nos quando estávamos juntos.’” Os dois não falaram uma palavra em anos, mas quando ela ouve os versos dele, ela diz, “Obviamente, eu sei que ele está a falar para mim através da música.”

amber-rose-GQ-1115-01