Independentemente de estares numa relação de anos, numa relação recente ou nem sequer quereres saber do casamento neste momento, é importante desenvolver uma atitude saudável em relação ao amor. E detesto ter que te dizer isto – quando tiveres 30, terás de saber firmemente aquilo que queres, em que é que acreditas, aquilo com que te contentas e o que esperas da tua vida amorosa.

Com o surgimento dos encontros online e o com a tendência por parte dos casais em adiar o casamento, algumas das mesmas verdades sobre procura, paixão e amor continuam intactas.

Desde como tratar uma mulher, o que desejas da tua companheira e o número de filhos que queres ter, estes especialistas em namoro e relação partilham 10 coisas que todos os homens devem saber sobre o amor antes que cheguem aos 30.

Como conhecer uma mulher (sem ser num bar)

Dra. Kat Van Kirk, especialista em relações e sexo, diz que um homem com 30 deve ter interesses mais variados do que apenas saber quando vai beber a próxima cerveja. “Provavelmente não vais encontrar o amor da tua vida num bar,” diz ela. “Não é que isso nunca aconteça, mas normalmente, existe uma maior probabilidade de encontrar alguém compatível quando não estão sob o efeito de álcool e estão rodeadas de pessoas com o mesmo espírito.”

Como passar do primeiro encontro

De acordo com o estudo Singles in America, realizado em 2015, 51% dos homens imaginam o seu futuro com a parceira no primeiro encontro. Se te encontras nesta metade, provavelmente viveste fantasias mas nunca conseguiste passar do primeiro encontro. A especialista em relacionamentos Lori Bizzoco diz que poderás sentir-te inseguro em torná-lo em algo sério porque estás sempre a perceber qual é o teu lugar na relação, mesmo que apenas no subconsciente. “Durante séculos, os homens sempre se viram como zelador, mas agora estão a tentar perceber qual o seu papel numa altura em que as mulheres procuram cada vez menos esse tipo de pessoa,” diz ela.

Não tem nada a ver com a tua carteira

Muitos homens conseguem ter sucesso e ser sustentadores – quer para si como para o futuro em que se veem. A questão é: o que importa é como tratas alguém, não quanto dinheiro tens. E se estás a aguardar até amealhares o suficiente para assentares, poderás esperar, bem… para sempre. A Dra. Kirk diz que atrair a mulher certa acontecerá quando estiveres vulnerável e perceberes que afinal não tens tudo alinhavado, mas estará no longo prazo.

Como esquecer

Ainda estás à espera daquela rapariga que namoraste no secundário/universidade (que agora, e de acordo com o Facebook, é casada e com filhos)? Não consegues deixar de pensar na primeira pessoa que te partiu o coração? Dra. Kirk diz que na altura em que atingires as três décadas, já deverás ter esquecido essas mulheres que te deixaram de rastos. “Por vezes tens de deixar que parceiros incompatíveis escolham sair da relação que têm contigo. Se não querem, ou não queriam, estar contigo, estarão a salvar-te de um sofrimento maior. Na maior parte das vezes é uma bênção disfarçada.”

Aquilo que realmente queres

O facto de te sentares e pensares verdadeiramente naquilo que queres de um casamento ou de uma relação futura pode assustar-te, mas Bizzoco diz que não se trata apenas de uma atitude consciente para ti como… é sexy. Não deves apenas considerar o tipo parceira que queres, mas também como te comportarás como um. O que poderias melhorar? Quais são as tuas maiores fraquezas como namorado? “Todos os homens deviam fazer uma auto-avaliação aberta e honesta,” diz a especialista. “Uma mulher vai gostar de um homem que expresse verdadeiramente os seus sentimentos e se sinta confortável na sua própria pele.”