Numa idade onde armazenamos as nossas memórias nas redes sociais e em espaços digitais, alguns peritos estão preocupados que a nossa confiança na tecnologia, está a tornar mais difícil para nós de lembrarmo-nos das coisas.

Mas felizmente, cientistas estão a trabalhar para entender e trazem novas introspecções em como melhorar as nossas memórias. Como relatado pelo PsyBlog, pesquisadores no UK perguntaram recentemente a pessoas para observarem videos do YouTube e desperdiçarem 40 segundos a tentar relembrar alguma delas depois. Então, após um período de 1 a 2 semanas, pediu-se aos participantes para dizer aos cientistas o que podiam lembrar-se sobre os videos.

SUPER-MEMORIA

A pesquisa, publicada no The Journal of Neuroscience, descobriu que os participantes conseguiam lembrar-se muito mais sobre os vídeos que eles tinham ensaiado durante 40 segundos (se em voz alta ou na sua cabeça) após terem-nos visto. No entanto, os videos em que as pessoas não perderam 40 segundos a tentar lembrar-se, foram esquecidos em grande parte.

Acredita-se que este tipo de treino cerebral pode ser usado para agarrar memórias permanentemente. O responsável da pesquisa, Dr. Chris Bird também apontou para implicações sociais mais gerais, “para qualquer situação onde recordação exacta de um evento é critico, tal como testemunhar um acidente ou crime. A memória para o evento será significativamente melhorada se a testemunha ensaia a sequência de eventos o mais rápido possível, depois.”