A nova proposta da TAG segue toda a sua linha de relógios, mas com a diferença de ser um smartwatch. Foi mantida a estética que se reconhece num relógio desta marca, conseguindo uma proposta única.

Na verdade não se esperava outro equipamento vindo desta marca, com a qualidade intrínseca que se lhe reconhece e com toda a diferença que sabem criar.

Mas por baixo desta capa intemporal, a TAG colocou um coração digital, capaz de correr o sistema operativo da Google, em toda a sua excelência.tag_2

O seu ecrã redondo é completo e tem todas as capacidades que vemos noutros smartwatches que são alimentados pelo Android Wear. A sua bateria de 410mAh promete manter o Connected em funcionamento durante vários dias.

A somar aos já conhecidos sensores que equipam os normais smartwatches, a TAG indica que o seu relógio vem equipado com sensores de vento lateral e monitorização da previsão atmosférica.

Curiosa foi a escolha da TAG para o seu processador. Não seguiu a linha mais tradicional dos fabricantes, a Qualcomm, e optou por equipar o Connected com um processador Intel.

TAG HEUER CONNECTED
TAG HEUER CONNECTED

Com 46,2mm de largura e 12,8 de altura, este smartwatch é mais largo que um Moto360 e mais alto que o Huawei Watch. O material usado na sua construção, o titanium, promete algum peso a mais do que é normal.


O único senão deste novo TAG e isto comparado com os smartwatches que estão no mercado, é o seu preço. São “apenas” 1,350 euros que vão ter de ser pagos. E o Connected apenas será vendido online com a bracelete preta. As restantes podem ser compradas nas lojas físicas.

Não se esperava outro equipamento vindo das mãos da TAG. É um produto de excelência e que combina agora o tradicional mundo dos relógios com o que de mais modero existe no campo da tecnologia assim ex