Se desconfias que o teu nível de pontuação num teste de memória seria de esquecer, permite-nos elevar a tua moral. Num estudo que nos coloca a todos em espírito de festa, cientistas da Universidade de Reading, Reino Unido, descobriram que um pouco de álcool pode impulsionar a tua memória e função cerebral.

Enquanto que a maioria de nós já experimentou a relação inversa entre excesso de bebida e inteligência, verifica-se que em quantidades moderadas, tem o efeito oposto — desde que escolhas a bebida certa.

Champanhe é o vencedor, providenciando componentes que têm um impacto positivo espacial, em particular na memória, significa que podes navegar com sucesso no teu caminho para casa.

Mais seriamente, um estudo recente no Journal of Neuroscience descobriu que o álcool pode ajudar algumas áreas de aprendizagem e de recordar, do cérebro. Esta pesquisa inebriante, notada pela relação entre o álcool e a formação de hábito, talvez explique o porquê de viagens ao bar acabem em circuitos repetidos. Mas, se beberes a tua bebida alcoólica durante actividades mais positivas — tocando guitarra, por exemplo — pode ajudar-te a criar hábitos mais saudáveis e uma relação mais saudável com o álcool. Aviso chato: a chave, claro, é beber com pouca frequência.