Coca-Cola queria uma garrafa que pudesse ser reconhecida no escuro. Modelo foi inspirado nas linhas e formas dos grãos de cacau e ficou famoso quando foi capa da revista “Time”.

Na altura, a apresentação de uma garrafa com curvas e fundo estreito era uma das sete estratégias de marketing da marca para se assumir num mercado ainda tímido, mas já vasto em concorrência.

Depois de perder alguma quota no mercado, Georgia Griggs Candler (acionista da Coca-Cola) decidiu, em 1915, reinventar a garrafa da bebida açucarada para provar aos consumidores que estavam perante um produto premium e que não devia ser confundido com os demais que apareciam, lê-se no Business Insider.

O resultado não poderia ter sido melhor e, passados 100 anos, a garrafa – nascida a 16 de novembro de 1915 – continua nas prateleiras dos supermercados em todo o mundo.