Nas regras de apresentação social, o ditado é simples: diz-me como andas, e te direi quem és.

Se não vais trabalhar com a camisa amassada ou com as calças sem lavar, então por que, muitas vezes, esqueces de ter esses mesmos cuidados com o sapato social?

Preparámos um guia de cuidados com os teus sapatos, desde o momento da compra até à forma de conservação e o método de limpeza. 

sapatos

NÃO À ÁGUA!

A água danifica a camurça, estraga o couro e pode até encolher outros tecidos. Por isso, em sapatos de couro, por exemplo, utiliza flanelas brancas para limpar superficialmente e, se o calçado estiver muito sujo, usa um limpador de couro mas nunca o apliques directamente no sapato, sempre na flanela e em movimentos circulares na superfície. Depois, para tirar o excesso do produto, usa outra flanela limpa. Mas, se raramente sais do escritório com teus sapatos, podes utilizar simplesmente um spray de proteção.

shutterstock_341589029-700x400

INVESTE NUM BOM LUBRIFICANTE, MAS NÃO EXAGERES!

Depois de limpar o sapato com as flanelas, podes passar uma graxa ou mousse para mantê-los hidratados. Para entender a necessidade desse processo, é só pensar que o couro é um tecido parecido com a pele humana e, por isso, precisa de hidratação! Um condicionador de couro é uma ótima opção para lubrificar, mas, se optares pela graxa ou lustrador, fica atento à cor, certo? Se não usares uma graxa exatamente da mesma cor do sapato, podes manchá-lo. Na hora de passar o lustrador, usa também um creme base mas tem cuidado para não exagerar e afectar a qualidade e textura do sapato. Como uma opção económica, usa casca da banana! É sério: o óleo e o potássio são perfeitos para polir e hidratar sem agredir o sapato! Pega numa casca – evita as bananas mais maduras e faz, com a parte interna, o mesmo movimento que farias com uma flanela normal. Depois, quando o calçado estiver seco, retira o excesso com um pano macio!

sapatos

MANTÉM A FORMA

Nunca pensaste em ter uma forma de madeira para sapatos? Talvez esta seja a hora de pensar em comprar uma! Guardar os sapatos em caixas ou em saquinhos – principalmente no caso de calçados de camurça – pode ser uma solução prática e até eficiente, mas a forma de madeira é a melhor opção para manter as dimensões do sapato. Normalmente, o mau odor e a deformidade no formato do calçado são causados pela humidade que fica no material depois que utilizamos o sapato. Mesmo sendo imperceptível, a humidade continua lá e guardar o produto na caixa sem se livrar dela proporciona maus cheiros e a deformação. Convencido? Agora é só escolher a forma.

sapatos

OS ATACADORES SÃO UM CASO À PARTE

Não precisas de cuidar dos atacadores com a mesma frequência, mas deve retirá-los cada vez que limpares os sapatos. Entretanto, é importante limpá-los de vez em quando para que não fiquem encardidos e não percam a cor original. Se limpares os sapatos frequentemente mas, mesmo assim, continuares a sentir um cheiro desagradável, a culpa pode estar na falta de cuidado com os atacadores. Para lavar é fácil: coloca-os de molho na pia cheia de água quente e pouco sabão, depois enxágua tudo com água fria. Pronto!