Aqui está um estudo que te vai interessar. Cientistas canadianos testaram as sensibilidades de diversas zonas sexuais no corpo feminino, incluindo as partes da do períneo — a área entre o ânus e a vulva — assim como os seios e mamilos.

Eles compararam-nas com as zonas neutras do corpo, como pescoço, antebraço e barriga.

Exactamente como fizeram eles isto? Os investigadores usaram o toque leve, pressão, e sim, vibração, para terem a noção do quão sensíveis estas partes do corpo podem ser. Foram testadas 30 mulheres, saudáveis, entre os 18 e 35 anos, nuas, deitadas e cobertas por um lençol (sortudos, não?).

Em seguida usaram instrumentos científicos para aplicar as diferentes formas de toque no clitóris, nos lábios menores, margens vaginais, margens anais, parte lateral dos seios, auréola (a parte que rodeia o mamilo), mamilos, pescoço e antebraços das mulheres.

A estimulação foi aplicada por 1,5 segundos, depois faziam uma espera de 5 segundos e perguntavam á mulher o que esta sentia.
tumblr_nsvwtvSdXQ1u5hg0mo1_500

Os investigadores descobriram que para o toque leve, o pescoço, antebraço e margens vaginais são as zonas mais sensíveis e a auréola é a menos sensível. No que toca à pressão, o clitóris e mamilos são os mais sensíveis e a parte lateral dos seios, a parte menos sensível foi a barriga. Por fim, relativamente à vibração, o clitóris e os mamilos são os mais sensíveis.

No geral, os investigadores descobriram que os genitais são mais sensíveis à pressão e à vibração, comparado com o toque leve.

Na parte mais séria e cientifica, os pesquisadores dizem que a compreensão destes factores é útil para o aumento dos seios e cirurgias de mudança de sexo. O estudo foi publicado na Journal of Sexual Medicine.