Prestes a entrar no ano dos coupés e roadsters, a Mercedes fecha 2015, o ano dos SUV, com um reformulado SLK, com novo nome e novo design.

Mantém-se todo o conceito base que garantiu ao SLK enorme sucesso desde o seu lançamento, há 20 anos: aparência desportiva, dois lugares e capota rígida amovível de acionamento elétrico.

Mantêm-se também as dimensões exteriores, com o SLC a medir 4,13m de comprimento.

As diferenças principais, para além da nomenclatura, estão nos novos pára-choques e faróis e, no habitáculo, instrumentação, revestimentos e molduras interiores.

Tal como o nome indica, a tecnologia envolvida no novo SLC vem do Classe C.

A marca passa também a exibir uma nova gama de motores com duas novas versões: um Mercedes-AMG SLC 43, com um motor V6 de 3.0 litros e 367 CV de potência no topo e, na base, uma versão SLC 180 de 156 CV com o bloco de 1.6 litros.

mercedes

Pelo meio haverá um SLC 200 e um SLC 300, ambos com o motor de 2.0 litros, no primeiro caso a debitar 184 CV e no segundo a oferecer 245 CV.

Os mais racionais poderão sempre optar pela única proposta diesel, o SLC 250 d, que extrai 204 CV do conhecido motor de 2.2 litros e quatro cilindros.

Os modelos mais potentes incluirão de série a caixa de 9 velocidades automática 9G-Tronic, enquanto os restantes estarão dotados da manual de seis relações.
O conceito coupé-cabriolet é o grande trunfo do SLC, que herda do SLK um património de 670 mil vendas.

O Mercedes-Benz SLC permite operar a capota até aos 40 km/h. Estará exposto pela primeira vez no salão de Detroit, em janeiro de 2016 e poderá ser encomendado a partir desse mesmo mês.
Veja agora o novo Mercedes SLC: