Angola temperada de sol, paisagens verdes, estradas que se perdem no horizonte, mumuílas, cascatas e tudo o que a natureza nos oferece fazem parte dos retratos de Jessé Manuel.

O jovem de 27 anos nasceu no Lubango, Huíla, mas é a percorrer Angola que vai crescendo, pessoal e profissionalmente. Nos tempos livres, desvia-se dos caminhos da Engenharia Civil para pegar numa câmera fotográfica e no seu Suzuki Jimmy para trilhar os caminhos conhecidos e desconhecidos de Angola retratando o melhor do país.

“A fotografia surgiu como um escape, era a necessidade que eu tinha de me expressar”, disse à BANTUMEN. A primeira vez que agarrou numa máquina fotográfica foi no casamento da sua irmã e tinha na altura 12 anos. Tudo o que sabe sobre a área foi aprendendo com a curiosidade, com o tempo, dedicação e observação de alguns “mestres”. O que interessa é retratar o que vive no momento, comunicar sensações e pontos de vista.

Viver da fotografia “é uma empreitada duríssima de realizar” mas com o feedback que diz ter tido até agora, pode vir a ser um sonho tornado realidade.

Os seus trabalhos vai expondo na galeria aberta que são as redes sociais, quer através do seu perfil privado ou do Views of Angola, grupo do qual faz parte. Já percorreram todo o litoral, centro e su do país e em 2016 querem “atacar” o nordeste.

Quando questionado sobre o que mais quer fotografar, Jessé revela que a floresta do Maiombe é para já o seu maior objectivo.

.

Escrevo aqui e ali. Gosto de estórias que marcam histórias. Sou de Portugal, com veia cabo-verdiana, dois pés em Angola e coração em França. Africanidade, estilos de vida e música são os temas que me prendem a atenção, mas gosto de me distrair com politiquices e bizarrices.