Para quem se deixou levar pelos excessos, a ressaca acaba por dominar as primeiras sensações do novo ano. A pensar nos exageros do réveillon, o The New York Post conversou com alguns médicos e revela o que aconselham para combater a ressaca.

Beber entre seis a oito copos de água temperados com limão ou laranja durante o dia da festa é a recomendação do médico Christopher Calapai, que defende a importância de manter um pH equilibrado, de forma a evitar males maiores provocados pelo excesso de álcool. A ingestão de líquidos é igualmente importante para o dia seguinte.

Para Calapai é possível ainda combater os efeitos da ressaca com um reforço de vitamina B, seja por via de suplementos ou de alimentos. Apostar nos antioxidantes, na vitamina C, no magnésio e no cálcio é também importante.

Já a dermatologista Judith Hellman aconselha a que seja feita uma refeição reforçada antes de começar a ingerir álcool, refeição essa que deve conter, pelo menos, uma colher de sopa de azeite, que ajuda a revestir o estômago, tornando-o menos vulnerável face à actuação do álcool.

Tomar uma aspirina ao acordar ajuda a prevenir as dores de cabeça, diz a médica, que aconselha que seja consumido apenas um tipo de bebida.

O cardiologista Daniel Yadegar aconselha o consumo de frutas exóticas, uma vez que hidratam o organismo e previnem o aparecimento das tradicionais consequências da ressaca – boca seca, mau hálito e dor de cabeça. “Alguns estudos mostram que fazer sexo ajuda a combater a ressaca”, diz o médico.

Sumos verdes e água de coco são as recomendações dadas pelo médico Vincent Pedre para depois da festa. Por seu turno, a nutricionista Danielle Pashko acredita que o café é a melhor solução para combater os efeitos de uma noite de excessos, mas deixa ainda a dica dos probióticos, que ajudam na recuperação digestiva.