Erik Fundões escolheu a BANTUMEN para fazer a exposição online dos seus trabalhos gráficos.

Apaixonado por arte visual, Erik é um autodidata que desenvolve a sua arte pelas próprias pernas com as influências de vários amigos dentro da mesma área e é na ilustração onde encontra o seu habitat natural.

Erik começou a desenhar aos quatro anos, como qualquer criança que gosta de rabiscar em tudo o que encontrar. Enquanto miúdo, o gosto por aquilo que era apenas uma brincadeira de criança passou a ser a sua grande paixão.

“Consumia” tudo o que fosse publicidades, fotos, vídeos, desenhos, até que um dia um primo fê-lo descobrir a arte do design. “O Danilson Dauta ensinou-me o que era e disse para eu procurar aprender mais sobre o assunto. E foi assim que descobri que até então era um mero apreciador. Faltava-me o conhecimento. Fui estudando mais e ele arranjou-me o primeiro trabalho. O tempo foi passando e fui conhecendo mais pessoas que ajudaram na minha evolução, que me ensinaram, motivaram, deram-me forças.

Esta vertente das artes não é fácil, “estamos muito padronizados, limitados. Por vezes, sinto que os designers e os que olham para a arte não querem evoluir. Já temos cinema 3D e parece que eles pensam que as televisões ainda são a preto e branco. Isso mata a capacidade de criação, acabando por fazer sempre o mesmo,” confidenciou à BANTUMEN.

Na lista de pessoas a quem se sente agradecido, Erik nomeia, entre várias pessoas, Yamero Pinto, já conhecido nas lides do design.

No campo musical, Erik Fundões já produziu capas para artistas como NGA, Prodígio, Delcio Dollar, Tchobari, Gaia Beat, entre outros.