Foi publicado pela Transparency International, a organização mundial que combate a corrupção, o Índice de Percepção de Corrupção Mundial (IPCM).

A edição de 2015 inclui dados de 168 países e territórios, aos quais são atribuídos valores até 100. Quanto mais próxima a pontuação estiver de 100, melhor o combate á corrupção naquele país.

Mostramos a tabela de comparação entre 2014 e 2015, dos países com melhores e piores pontuações:
Mapa

É de notar que independentemente do lugar que os países ocupem no Índice de Percepção de Corrupção Mundial, todos os países continuam a enfrentar desafios relacionados com a corrupção. A Dinamarca pode estar no topo do IPCM de 2015, mas até em Copenhaga se verificam situações de corrupção.
lista de paises

Com isto, não se quer dizer que o IPCM é inútil. Este índice ajuda a manter a luta contra a corrupção nas agendas dos decisores políticos e comités mundiais. A sua existência — e até as suas falhas — podem promover criticas para criar melhores formas de conceituar, medir e combater a corrupção.