Um dia depois de ter apresentado o vídeo de “Formation”, com uma marcação clara da sua posição política em relação ao estatuto da comunidade negra nos Estados Unidos e o abuso de poder da polícia contra  as “minorias” (que na verdade já são a maioria), Beyoncé leva esse statement para a emissão mais vista do mundo, o Super Bowl.

As críticas à sua actuação não são unânimes, a imprensa diz que Queen B se superou e nas redes sociais muitos dizem que ficou aquém das expectativas.

Mas a verdade é que a poderosa mensagem por trás da actuação é o centro das atenções.

A actuação de “Formation” foi o evidenciar do orgulho na cultura negra, as conquistas dos afro-descendentes, a descriminação política e policial e um “cheirinho” pró LGBT, com o apoio dos Cold Play. O público também pôde fazer parte do espectáculo com a apresentação de cartazes que formavam um arco-íris com as palavras Believe in Love [acredite no amor].

Os uniformes de Beyoncé e das dançarinas foram uma homenagem a Michael Jackson e também ao grupo revolucionário Panteras Negras, dos anos 60 e 70, que lutavam pela igualdade de direitos entre brancos e negros.

A relembrar que, na sexta-feira passada, 5, Jay-Z anunciou que irá doar 1,5 milhões de dólares para o movimento Black Lives Matter e outras organizações de justiça social.

Beyoncé’s new video is goals AF…

Publicado por MOBO Awards (Official) em Sábado, 6 de Fevereiro de 2016

No fim do espectáculo de ontem, Queen B anunciou que vai entrar em digressão internacional e que os bilhetes serão vendidos a partir do dia 16. A tournée terá o nome de “Formation”.

 

The Formation World TourTickets On Sale Starting Monday, Feb. 15 at LiveNation.com Beyhive Fan Club Member Pre-Sales Starts on Feb. 9 American Express Card Members Pre-Sale Starts Feb. 9

Publicado por Beyoncé em Domingo, 7 de Fevereiro de 2016