Há alguns dias foi dado como vivo, depois de “aparecer” em fotos com Rihanna, e agora os mistérios que evolvem a sua morte voltam a ser o centro das atenções.

Greg Kading já havia afirmado anteriormente que P. Diddy teria sido o mandante do assassinato de Tupac Shakur.

O ex-detective justificou a sua teoria com base nos depoimentos de Keffe D, membro da crew de 2Pac que hoje cumpre pena por envolvimento em outros crimes e que, segundo consta, também foi o mandante da morte do Notourious B.I.G.

Diddy ainda não se pronunciou sobre as alegações do ex-detective no documentário, Murder Rap: Inside the Biggie and Tupac Murders que tem estreia prevista para Junho e que, ainda em 2016 entrará na programação da Netflix.