O futebol na Argentina é só para homens de barba rija. Prova disso é o facto de em vez de levarem caneleiras para se protegerem, levarem armas para… defenderem o seu ponto de vista.

César Torres, árbitro de futebol amador de 48 anos, foi morto a tiro por um jogador a quem mostrou um cartão vermelho. Pelos vistos, o jogador não achou que tivesse merecido o cartão.

Segundo o porta-voz da polícia de Córdoba, citado pela agência AFP, a morte ocorreu domingo e o autor dos disparos continua em fuga, procurado pela polícia.

As situações de violência no futebol na Argentina são recorrentes e nos últimos três anos registaram-se mais de 30 casos mortais.