A Volvo desvendou em Estocolmo, na Suécia, a V90. A carrinha topo de gama da marca sueca chega na segunda metade do ano, pouco depois da berlina que lhe dá origem, a S90.

Com 4,94 metros de comprimento, a V90 é ligeiramente mais curta que o S90 (4,96 metros). É também mais curta que a Mercedes Classe E Station e BMW Série 5 Touring, por exemplo.

A bagageira tem uma capacidade para 1526 litros, isto se incluirmos o compartimento de arrumação inferior.

Entre as motorizações, destaque para o híbrido plug-in T8 Twin Engine AWD, com 407 cv. Anuncia consumos de 2,1 l/100 km, emissões de 47 g/km de CO2 e autonomia, em modo elétrico, para 50 km.

A restante oferta é já conhecida da gama S90 e do XC90, com destaque para o Diesel de 2 litros de cilindrada, o D4 e o D5, com 190 e 235cv, respetivamente. Entre as opções a gasolina consta o T6 com turbo e compressor com 320 cv e 400 Nm.

A V90 conta também com o sistema de apoio à condução semiautónoma, o Pilot Asssit, que permite manter o automóvel alinhado com as marcações da estrada, em autoestrada e até 130 km/h, sem necessidade de seguir um automóvel que esteja imediatamente à frente.

O sistema City Safety passa agora a contar com uma função de travagem automática na presença de animais de grande porte, independentemente se é noite ou dia.