A azia afecta um em cada cinco adultos todas as semanas mas, de acordo com uma nova investigação publicada pelo Centro Alemão para as Doenças Neurodegenerativas, os medicamentos comuns usados para acalmar o “fogo” que sentes no estômago, pode estar ligado a um estranho efeito secundário.

O estudo JAMA descobriu que homens que usavam este tipo de medicação frequentemente tinham 52% mais probabilidade de desenvolver demência mais tarde, que é mais 10% do que nas mulheres. Necessitas de uma alternativa igualmente eficiente, mas saudável, para este problema? Temos a solução para ti.

maxresdefault

Listar os iniciadores

Se a batalha do estômago a arder é frequente no teu dia-a-dia é porque os alimentos gordurosos tendem a parar no teu estômago. Mas grandes refeições, de todo o tipo, podem desencadear azia, com as porções de grande tamanho a perturbarem um músculo do teu esófago, que é suposto levar os alimentos ao estômago e deter o ácido do estômago. Em vez disso, ele solta e permite que o ácido saia, proporcionando aquela sensação de queimar no peito. Mesmo que te alimentes bem, exercita um pouco antes de comer, tenta contrair os teus abdominais, fazendo pressão sobre o estômago e soltando a válvula.

Refeições tardias

Um volume crescente de trabalho, é também um factor. Noites longas a trabalhar seguidas de jantares tardios e deitares-te logo a seguir a estes é uma receita para o refluxo do ácido, porque não dá aos alimentos tempo suficiente para serem digeridos. Deitar na cama (ou até encostar no sofá) com o estômago cheio, não te dá quaisquer benefícios de gravidade, fazendo com que o teu intestino desacelere, pára o movimento dos alimentos através do corpo e faz com que o teu estômago se liberte pelo sítio errado. Após a refeição, não te deites logo. Se jantaste tarde, coloca algumas almofadas atrás das costas garantindo que ficas numa posição mais vertical do tronco.

acid-reflux

Remédio no frigorifico

Se sentares por duas horas antes de ir para a cama pode não aliviar os sintomas, tens de tentar remediar a causa. Um estômago altamente ácido, significa que os níveis de pH no teu estômago elevam-se e tu tens de os neutralizar. Enche o teu copo de cerveja com água, um estudo do jornal de Digestive Diseases and Sciences, descobriu ser tão eficiente como anti-ácidos. Ter á mão uma caixa de pastilhas de menta sem açúcar poderá ajudar também. A saliva que produzimos leva sucos alcalinos ao estômago e melhora a sensação de azia.

Os anti-ácidos 

Quando as pastilhas ou um copo de água não melhoram a sensação de azia, contrariar é a tua próxima opção. Os anti-ácidos como Gaviscon, entre outros, lidam com crises pontuais de azia, protegendo a mucosa do esófago. Mas se sofres mais frequentemente, comprimidos como Nexium, um inibidor da bomba de protões (IBP) que reduz a quantidade de ácido gástrico. Se os sintomas persistem por duas semanas o melhor é consultares o médico.

Estado de refluxo 

Apesar da azia ser tratável ela compartilha os seus sintomas principais com uma das condições mais graves — os ataques cardíacos. A azia geralmente por norma vem após comer — e as indicações acima devem ajudar, enquanto que um ataque cardíaco é por norma acompanhado por dificuldade em respirar e suores. Mas não existem regras duras e rápidas — houve casos em que as pessoas não tiveram nenhum dos sintomas, por isso cuida de ti.