A tua vida sexual tornou-se enfadonha? Rotineira? Tão infrequente quanto uma eleição justa na Coreia do Norte?

Definitivamente, não estás sozinho: 57% dos homens em relações de longa data não estão felizes com o sexo que têm tido, de acordo com um novo estudo da Universidade de Chapman.

Mas, não tem de ser assim. Outros 32% dos homens dizem que as suas vidas sexuais são tão apaixonadas agora como foram nos primeiros 6 meses de relacionamento. Os investigadores questionaram estes homens sobre os seus hábitos dentro e fora do quarto para perceber aquilo que eles faziam para dar certo. Segue as dicas deles para teres melhores resultados na cama — e com mais frequência— independentemente de quantos anos de relação tens.

tumblr_llsj4x8pSo1qcsb7zo1_500

Eles são afectuosos durante todo o dia

O único e maior indicador de satisfação sexual, não são as posições excêntricas ou brinquedos sexuais. É o como as pessoas são na sua relação fora do quarto.

Faz sentido: tens mais probabilidade de ir para a cama com alguém que tens confiança e que amas e sentes que te ama, explica o autor do estudo Dr. David Frederick. Assim, pára um pouco a tua rotina para mostrares algum afecto — não apenas quando queres sexo.

Uma palmadinha no rabo de manhã quando dizes que ela está gira, fará com que ela se sinta confiante e desejada. Envia-lhe um sms a meio do dia a desejar boa sorte para aquela reunião importante, que ela te falou na noite anterior. Chama-a para assistirem algo na TV juntos no sofá. Vais ver como será ela a tomar mais vezes a iniciativa.

Eles de facto falam sobre sexo

Menos de 40% dos homens no estudo tinham pedido por algo que quisessem na cama, no ultimo mês. Mas, quanto mais os casais falavam sobre sexo — quer fosse sugerir novas posições, elogiá-la depois ou perguntar-lhe o que achou — mais feliz eram os casais e melhor era a sua vida sexual.

Se falar sobre sexo parece-te estranho, começa passo a passo. Diz-lhe que gostaste de algo que fizeram, em que ela foi protagonista. Do género: “Foi tão excitante quando subiste para cima de mim. Deixas-me louco quando tomas a iniciativa.”

Quando queres dizer-lhe para experimentarem algo novo, mas tens medo do que ela irá pensar, experimenta dizer-lhe que sonhaste que faziam na cozinha, experimentavam anal, etc. e avalia a reação dela. Ela parece-te intrigada? Termina dizendo se ela não quer experimentar na vida real.

Eles focam-se no prazer dela 

Um dos maiores indicadores de satisfação sexual é quando ela atinge um orgasmo.

Para os homens, o orgasmo não está ligado á satisfação, provavelmente porque é um dado adquirido para a maioria destes. Mas para as mulheres um orgasmo é mais meticuloso: apenas 66% das mulheres relataram atingir, por norma, o clímax durante as suas relações sexuais.

casal

Uma melhor compreensão da anatomia do corpo feminino e o processo de excitação pode ajudar-te a conseguires que ela atinja o orgasmo.

Se queres tornar o sexo mais prazeroso para ela, é provável que ela vá querer fazê-lo mais vezes. E, sem surpresas, praticarem mais sexo é uma das chaves condutoras para a satisfação sexual para ambos.

Eles vão diversificando

Quando já tiveste sexo com a mesma pessoa 1500 vezes, um pouco de variedade vai um pouco mais longe. Casais que tentaram pequenos actos de aventura como novas posições, brinquedos sexuais, usar lingerie ou ver pornografia juntos, são mais felizes na sua vida sexual, de acordo com o estudo.

Bónus: mudar as coisas no quarto pode fazer com que ela esteja mais susceptível ao clímax, sugerem outros estudos.

Eles estabeleceram um palco para o sexo

Acender umas velas e pôr aquela música que vocês gostam pode fazer mais pela vossa vida sexual do que o sexo oral, explica o estudo. Criar uma disposição para o sexo com luzes e música foi dos maiores indicadores de satisfação sexual, segundo apenas para a força do relacionamento.

Tem de se criar um ambiente íntimo, que promove o romance, explica Frederick. E mesmo que acender velas e por musica seja um total clichê, menos de 17% das pessoas de facto fazem-no. Assim, ser um dos homens que se preocupa — pode ser fundamental na tua vida sexual.