A uma semana da realização do Moda Luanda, a Step Models, de Karina Barbosa, anuncia que a 19ª edição do evento nos dias 1 e 2 de Abril foi cancelada, por ter sido negada a autorização para a concretização do mesmo na Baía de Luanda.

De acordo com o comunicado enviado à BANTUMEN, a Step Models terá encetado todos os trâmites normais para a realização do espectáculo de moda, que todos os anos acontece na capital. A data inicialmente proposta pela organização foi 25 e 26 de Março, mas foram conduzidos a mudar para 1 e 2 de Abril.

“Das opções fornecidas optámos na altura por adiar o Moda Luanda para o fim-de-semana seguinte, para os dias 1 e 2 de Abril, conforme informámos os nossos patrocinadores e parceiros, os nossos fornecedores e igualmente os criadores de moda, manequins e todas as demais equipas de trabalho contratadas, e prosseguimos com os normais preparativos e produção do evento“, informa o documento.

Depois da decisão do governo provincial, a empresa tentou reverter a situação, mas sem sucesso. “Após uma reunião realizada entre uma responsável da gestão da Baía de Luanda e o Sr. Governador de Luanda nesta, segunda-feira, dia 21 de Março, onde a mesma tentou que esta decisão fosse reconsiderada em função dos compromissos já assumidos e de estarmos a menos de duas semanas de realização do evento e já com diversos contratos e gastos feitos para a produção do mesmo, o Sr. Governador mostrou-se irredutível adiantando apenas que não autorizava a realização do evento. Recebemos ontem a documentação em anexo que atesta esta decisão, para a qual não nos foi apresentado qualquer outro motivo ou justificação, o que em muito nos surpreendeu pelo facto deste evento ter já 18 anos de história e realizações, tendo as últimas edições sido já realizadas na Baía de Luanda e sempre num espaço/tenda reservada para o efeito, sem qualquer tipo distúrbio da ordem pública e sem prejudicar o livre acesso à Baía de Luanda de qualquer cidadão.”

A resposta do gabinete do governador Higino Carneiro não adianta pormenores sobre as razões para negar a realização do evento na Baía, indicando apenas que “devem procurar outro local para este tipo de actividades. As áreas públicas devem servir para lazer dos cidadãos da cidade capital. Não autorizado.”

A Step avança que não vai cancelar o Moda Luanda, adiando assim o evento para 25 e 26 de Abril, para que se consiga encontrar um novo local adequado para a realização do mesmo.

doc