Ex3mo Signo lança “FDN Vol. 2” enquanto prepara álbum de Novembro

Ex3mo signo tinha avisado e está aqui o prometido. Neste dia 25 lança a mixtape Força da Natureza Vol. 2, que nas palavras do rapper é um pedido de desculpas aos fãs, por ter demorado tanto tempo a lançar um trabalho, e serve também de preparação para o novo álbum que vai sair em Novembro.

O trabalho já tinha sido gravado há algum tempo, mas Ex3mo perdeu tudo, excepto a música “Quem Te Mandou”, quando lhe assaltaram o carro e roubaram o disco duro onde tinha tudo guardado.

Nas participações contou com vários artistas, entre eles Kennedy Ribeiro, TC e Elenco de Luxo que, de acordo com o rapper, “acabaram por dar uma outra sonoridade à obra”.

Mad Superstar, Super Beat, Faroeste, Cilindro, Smash, Callisto, Gaia Beat, entre outros, são os nomes que contribuíram na produção.Capa frontal da mixtape

Sobre “Tufão”, é dos “fortes, bons ventos, de mudança, porque a coisa está muito igual. A ideia é trazer uma dinâmica diferente ao rap nacional e até PALOP, por forma a reinventar-me também. Os artistas estão muito iguais, com os mesmo flows, com beats semelhantes e a minha ideia foi buscar uma sonoridade diferente e disse que traria boom bap e está aí. Acho que a mixtape está entre 80 a 90% em boom bap”, afirma o artista à BANTUMEN.

Ainda não há shows agendados, porque Ex3mo acredita que ainda é cedo demais. “Não sou o tipo de artista que gosta de ir ao placo e as pessoas ficarem a olhar porque não sabem as letras, por isso prefiro entregar a obra e deixar que as pessoas consumam e claro que vou fazer a promoção pós lançamento. Só depois disso é que vou começar a agendar shows.

Depois de tanto tempo sem lançar nada, Ex3mo decidiu oferecer este trabalho de forma gratuita “como pedido de desculpas e preparar o pessoal para o álbum que vem aí em Setembro”.

Download

nv-author-image

Equipa BANTUMEN

A BANTUMEN é um magazine eletrónico em português, com conteúdos próprios, que procura refletir a atualidade da cultura urbana da Lusofonia, com enfoque nos PALOP e na sua diáspora.